Coreia do Norte

União de Mulheres se reúne com veteranos de guerra

Pyongyang, 22 de julho (ACNC) – Por ocasião do 70º aniversário da vitória na Guerra de Libertação da Pátria, teve lugar no dia 21 o encontro das funcionárias e integrantes da União Socialista de Mulheres da Coreia com os veteranos de guerra.

No ato realizado na Casa da Mulher participaram as funcionárias e integrantes da USMC na capital.

Antes de tudo, a presidente do Comitê Central da USMC, Kim Jong Sun, proferiu o discurso de felicitação.

A oradora expressou gratidão aos veteranos de guerra que forjaram uma era heroica lendária e criaram o nobre espírito de luta que não se mudará nunca.

Ressaltou que este encontro gravará na mente de todas as participantes a honrosa missão de dar firme continuidade à tradição da geração vencedora na guerra.

O grupo central de propaganda artística da USMC interpretou na ocasião os coros “Viva o Generalíssimo Kim Il Sung!” e “Canção do Exército Popular da Coreia”.

Em seguida, tiveram a palavra o veterano Jon Pyong Gi, que acudiu à frente com o fuzil na mão à tenra idade de 17 anos, e Choe Yun Guk, que era combatente da 6ª divisão guarda de infantaria.

Eles relataram que os soldados do EPC defenderam o território pátrio aniquilando os agressores imperialistas ianques com o fervoroso patriotismo, coragem incomparável e sacrifício heroico.

Comoveu muito as reunidas a canção do tempo de guerra “Minha canção na trincheira”, entoada pelo veterano de guerra Pak Pong Won.

Kim Jom Sun, afamada cantora militar do tempo de guerra, disse que as canções dos artistas militares infundiram a segurança da vitória e otimismo em todos os soldados do EPC e os habitantes.

Ryu Hung Nyo encomendou a todas as funcionárias e integrantes da entidade feminina que apoiem com fidelidade a liderança do estimado camarada Kim Jong Un para exaltar a honra das revolucionárias que contribuem para a prosperidade e desenvolvimento da pátria socialista.

As dirigentes e integrantes manifestaram a vontade de continuar a tradição de vitória e o espírito valioso, criados à custa de sangue pelos defensores da pátria na década de 1950.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *