Recomendação de Documentários

No Ocidente, Existe uma enorme produção e divulgação de documentários baseados em (Boatos/Mentiras/Informações falsas/Distorções). Esses documentários em sua esmagadora maioria não tem interesse com a verdade e a divulgação imparcial dos fatos, e sim com a distorção e ocultação de informações afim de fortalecer uma narrativa anticomunista.

Muitos desses documentários difamatórios são produzidos com o propósito de fazerem os boatos se tornarem fatos inquestionáveis porem você já parou para se questionar quais os argumentos tem o outro lado dessa narrativa?

Aqui vamos recomendar alguns documentários que explicam o que e quem esta por trás dos falsos relatos de desertores e do grande capital por trás do periódicos que divulgam falsas noticias diariamente sobre a Coreia do Norte.


Inside America’s Meddling Machine: NED, the US-Funded Org Interfering in Elections Across the Globe

Por dentro da máquina de intromissão da América: NED, a organização financiada pelos EUA que interfere nas eleições em todo o mundo

Inside America's meddling machine: NED, the US-funded org interfering in elections  around the globe | The Grayzone

Sinopse: Neste especial Grayzone, Max Blumenthal participa de uma reunião no Capitólio do National Endowment for Democracy (NED) e explora a campanha global desestabilizadora do grupo para se intrometer nos assuntos de outros países. O relatório cobre a interferência do NED nas eleições estrangeiras na Rússia e na Mongólia, sua participação em tentativas de golpe do Haiti à Venezuela e Nicarágua e seus esforços crescentes de relações públicas contra a China e a Coréia do Norte.


Loyal Citizens of Pyongyang in Seoul

Cidadãos leais de Pyongyang em Seul

Loyal Citizens of Pyongyang in Seoul - YouTube

Sinopse: Um pequeno documentário independente sobre o mundo dos desertores e da Inteligência sul-coreana (Serviço Nacional de Inteligência, anteriormente conhecido como KCIA). O filme foi feito pelo Coreano-americano David Yun e membro do PSL durante o mês que ele passou na Coreia do Sul no verão de 2018.


Daily life in North Korea – “My Brothers and Sisters in the North

‘Vida diária na Coreia do Norte – “Meus irmãos e irmãs no Norte’

Daily life in North Korea - “My Brothers and Sisters in the North” (Full  awarded documentary) - YouTube

Sinopse: A premiada documentarista Sung-Hyung Cho foi a primeira cineasta sul-coreana a receber uma licença oficial para filmar na Coréia do Norte. Viajando pelo país, ela acompanha pessoas comuns no dia a dia e na rotina de trabalho, conversando com elas sobre suas esperanças e sonhos. O filme resultante vai além dos clichês usuais e retrata o país e seu povo de uma forma única e respeitosa. Crescendo na Coreia do Sul, Cho aprendeu na escola que seus vizinhos do norte tinham a pele vermelha e dois chifres na cabeça. Com seu filme, ela aproveitou para se despedir de seus preconceitos e rever sua imagem preconcebida do povo da Coreia do Norte.


To Kill Alice

‘Para Matar Alice’

To Kill Alice | Film Distributors | Berta Film

Sinopse: Eunmi, mulher sul-coreana que vive nos Estados Unidos, leva uma vida plácida dedicada à música. Sua vida muda drasticamente, no entanto, após umas férias na Coreia do Norte. Ela escreve um livro sobre suas experiências turísticas na Coreia do Norte e espera pela unificação. Eunmi recebe um Prêmio de Jornalista Cidadão na Coreia do Sul e viaja para a Coreia do Sul para uma turnê de livro promocional, onde de repente ela é acusada de ter uma agenda comunista e espalhar propaganda. Indignação pública, um circo da mídia e ameaças de violência explodem ao seu redor.

Eunmi perde a voz como porta-voz da unificação pacífica e do intercâmbio cultural entre os dois países coreanos e se torna objeto de ódio para os representantes de extrema direita sul-coreanos. Ela tem que lutar para sair da Coreia do Sul, apenas para descobrir que, enquanto isso, seu estigma atingiu os EUA também.


Quem começou a Guerra da Coreia? (Documentário)

Quem começou a Guerra da Coreia? (Documentário) - YouTube

Sinopse: A versão da história contada nos livros didáticos e nos grandes meios de comunicação ocidentais é a versão dos Estados Unidos, potência hegemônica mundial, inclusive no campo das ideias.

Ora, como diz aquele velho dito popular: “A história é contada pelos vencedores”, ou um tradicional provérbio africano, celebremente relatado pelo escritor Eduardo Galeano: “Até que os leões tenham seus próprios historiadores, as histórias de caçadas continuarão glorificando o caçador”.

Conheça, neste documentário, as origens, interesses e fatos que explicam quem e como começou a Guerra da Coreia (1950-1953), conhecida como a Guerra de Libertação da Pátria na Coreia do Norte e, não por acaso, como a “guerra esquecida” nos EUA.

Portal RPDC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *