Coreia do NorteExércitoMilitar

𝐊𝐢𝐦 𝐉𝐨𝐧𝐠 𝐔𝐧 inspeciona flotilha guarda nº 2 da Frota do Mar Leste do EPC

Pyongyang, 21 de agosto (ACNC) — O estimado camarada Kim Jong Un, Secretário-Geral do Partido do Trabalho da Coreia e Presidente dos Assuntos Estatais da República Popular Democrática da Coreia, inspecionou a flotilha guarda nº 2 de navios de superfície da Frota do Mar Leste das Forças Marítimas do Exército Popular da Coreia, laureada com o título 7º Regimento de O Jung Hup.

Ele foi recebido em campo pelo almirante Kim Myong Sik, comandante das Forças Marítimas do EPC, e outros altos comandantes da Frota do Mar Leste e da flotilha.

O Secretário-Geral recordou com emoção a trajetória combativa da flotilha onde estão registradas as marcas de grande liderança do PTC sobre o exército.

Encarregou esta unidade naval de intensificar a educação em tais façanhas de liderança do Partido e ser a porta-bandeira do aumento das forças navais criando sempre o exemplo nos preparativos de combate.

Em seguida, verificou o estado de prontidão combativa e preparativos de guerra dos navios da flotilha, o serviço militar dos soldados e o plano de remodelação do porto naval.

Subiu ao navio de patrulha nº 661, que entrará no cumprimento da missão de guarda marítima, para averiguar em detalhes o estado dos armamentos e preparação de combate.

Apreciou muito que o navio mantenha sempre a perfeita disposição combativa preservando a grande mobilidade e alto poder de ataque.

No mesmo dia, o Secretário-Geral assistiu ao treinamento de disparo de míssil cruzeiro estratégico dos marinheiros do navio.

Este exercício teve como objetivo verificar novamente a função combativa do navio e as especificações do sistema de mísseis e treinar os marinheiros no cumprimento da missão de ataque em um ambiente de combate real.

Ao acertar com precisão e rapidez o alvo, obtiveram a avaliação perfeita sobre o estado de mobilização rotineira e a capacidade de ataque de seu navio.

O estimado camarada Kim Jong Un destacou a importante missão e dever que assumem as Forças Marítimas do EPC em frustrar em um momento emergencial a intenção de guerra dos inimigos, materializar o propósito estratégico e tático do Comando Supremo e defender a soberania e segurança do país.

E apresentou a orientação revolucionária do PTC para fortalecer a marinha de guerra do EPC em um corpo armado onipotente e aguerrido de tipo jucheano que conta com a capacidade combativa, melhorada vertiginosamente, e com todos os meios modernos de ataque marítimo e submarino e defesa.

Apontou que ao dar mais incentivo à modernização dos armamentos das forças marítimas como a construção de navios potentes e o desenvolvimento do sistema de armas marítimas e submarinas, em acato à linha a este respeito apresentada pelo Ⅷ Congresso do PTC, êxitos notáveis serão alcançados em melhorar de maneira transcendental em um curto tempo a modernidade e capacidade combativa da marinha de guerra.

Instruiu todas as unidades de navios de superfície e submarinos das Forças Marítimas que mantenham perfeitamente o estado de mobilização rotineira e levantem a onda de intensificação dos exercícios de combate partindo do ponto de vista de que o treinamento é precisamente a preparação para a guerra, para que melhore constantemente a capacidade realista para poder cumprir ativamente a missão assumida em qualquer circunstância desfavorável.

Como sempre digo, a vitória ou a derrota numa batalha depende da superioridade político-ideológica e espiritual-moral dos militares — disse ele e prosseguiu que o necessário no campo de batalha não é vantagem numérica ou técnica dos armamentos mas sim o esmagador poderio ideológico-espiritual dos militares que os manejam.

Afirmou que para um soldado armado com indomável espírito, não há inimigo ou combate que não possa vencer e, por isso, é imperativo para a geração atual dar firme continuidade a essa tradição e mentalidade próprias do EPC.

Expressou a segurança de que as Forças Marítimas do EPC alcançarão sempre vitórias e glórias porque a grande ideia Juche ilumina a rota marítima das vitórias e estimula ao triunfo os marinheiros da nova geração o indomável espírito combativo de seus antecessores, inclusive os heróis Kim Kun Ok e Chae Jong Bo registrados na gloriosa trajetória de combate das forças marítimas.

Da mesma forma, manifestou a esperança e convicção de que todos os marinheiros se prepararão mais firmemente como vanguardas da defesa nacional, cheios do espírito de defender a pátria até a morte, e preservarão fielmente o grande prestígio e honra dos marinheiros heroicos da geração antecessora que criaram um milagre sem precedentes na história mundial das batalhas navais.

Diante das demonstrações de grande confiança do estimado camarada Kim Jong Un, todos os oficiais e soldados da unidade tomaram a firme decisão de defender consequentemente a soberania nacional e a tranquilidade e felicidade do povo ao consolidar o poderio formidável da marinha de guerra do heroico EPC, bem conscientes de sua missão de salvaguardar a pátria que lhes foi atribuída pelo Secretário-Geral, e de se prepararem como valentes e aguerridos combatentes que navegam sempre pela rota da fidelidade nas águas marítimas da pátria.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *