Relatório sobre a obra de moradias para 10 mil núcleos familiares em Songsin e Songhwa

Pyongyang, 13 de abril (ACNC) A Agência Central de Notícias da Coreia publicou no dia 12 uma informação detalhada a respeito da conclusão bem-sucedidada da construção de moradias para 10 mil núcleos familiares nas zonas de Songsin e Songhwa.

Segundo o relatório, o Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia decidiu construir as moradias para 50 mil núcleos familiares da capital, obra muito difícil nas atuais condições mais duras, definiu-a como meta importante do novo Plano Quinquenal no Ⅷ Congresso do Partido e traçou a operação de levantar como primeiro passo as moradas para 10 mil núcleos familiares nas zonas de Songsin e Songhwa.

O estimado camarada Kim Jong Un, que lançou o ambicioso projeto de construir a cada ano modernas casas para 10 mil núcleos familiares nesta capital, tomou na Ⅱ Sessão Plenária do Ⅷ Período do CC do PTC, no ano de 110 da era Juche (2021), as medidas substanciais e inovadoras para terminar sem falta a construção da mesma dimensão nas zonas de Songsin e Songhwa.

Em nome do Presidente dos Assuntos Estatais da República Popular Democrática da Coreia, emitiu a ordem de terminar no mais alto nível a construção de habitações para 50 mil núcleos familiares nesta capital mediante a cooperação entre militares e civis.

Quando participou pessoalmente na cerimônia de início da obra de Songsin e Songhwa, fez um discurso significativo para que todo o campo da construção da capital se tornasse a principal frente de ataque simbolizando a era de nova ascensão e mudanças drásticas da construção socialista.

Esta obra significava uma grande batalha de criação cuja forma e conteúdo arquitetônicos e dimensão superavam a imaginação comum.

Teve que erguer em um apenas ano mais de 160 arranha-céus, apartamentos altos, edifícios públicos e de serviços de uma dimensão arquitetônica total de um milhão e centenas de milhares de metros quadrados em uma área de 56 hectares.

Iniciou-se simultaneamente a campanha para acelerar a obra no prazo fixado pelo Partido e no nível desejado por este.

As unidades do Exército Popular da Coreia terminaram com sucesso em 3 meses e meio a escavação e a compactação de concreto para a fundação e a construção estrutural das moradias.

Em particular, os oficiais e soldados do EPC, encarregados do arranha-céu de 80 andares, demonstraram plenamente o espírito de ataque tenaz, típico do exército revolucionário que não conhece o impossível.

Aos 80 dias, terminou a construção estrutural desse arranha-céu deixando aberto o caminho para completar a obra.

As unidades do Exército Popular terminaram antes do planejado a obra estrutural de habitações evacuando mais de 1000 metros cúbicos de terra como média diariamente e encurtando para 6 e 10 horas o tempo de montagem da cofragem e o de enchimento de concreto que demoravam 24 e 30.

Finalizaram em uma semana o reboco da parede externa lateral e a colocação dos azulejos que, de acordo com as previsões, demorariam mais de 2 meses.

Elevaram a velocidade da construção mediante a introdução de dezenas de invenções e projetos de inovação técnica.

As entidades civis de execução da obra também criaram o novo espírito da época e velocidade de construção.

Os técnicos e operários qualificados reduziram dezenas de dias o prazo da obra ao criar vários métodos como construir de uma vez as estruturas decorativas com peças pré-fabricadas arqueadas e garantiram a rapidez e a cientificidade do cálculo de volume de trabalho e comando ao realizar a modelagem tridimensional do trecho atribuído.

Introduziram o método por cofragem deslizante do tipo poupador da mão-de-obra e materiais e levaram à prática a maneira de utilizar os blocos leves com furos (경량화된 구멍블로크) e boas iniciativas que permitiram poupar os isolantes térmicos espumosos, o que garantiu a qualidade da obra e proporcionou muitas utilidades ao Estado.

Graças ao trabalho abnegado dos construtores militares e civis, foram concluídas em 3 meses e meio a obra estrutural das moradias de grande envergadura e outras de estradas, linhas de transmissão elétrica e rede infraestrutural e o nivelamento da terra que deram perfil a uma nova avenida majestosa nas zonas de Songsin e Songhwa.

Os funcionários e operários de diferentes localidades produziram a inovação coletiva para o mesmo fim.

Os designers de várias unidades, incluindo o Instituto Arquitetônico Paektusan, o Instituto de Design Urbano de Pyongyang e o Instituto Superior de Arquitetura de Pyongyang, criaram os desenhos originais e exemplares e completaram em curto prazo incontáveis planos.

Por sua parte, os operários do Complexo de Cimento de Sangwon, do de Aço Chollima, da Fábrica de Azulejos Chollima, da Fábrica de Porcelanas Narae e outras unidades vinculadas abasteceram com preferência os materiais ao campo de construção.

Os trabalhadores do ramo de transporte ferroviário também transportaram intensivamente as cargas planejadas.

Comoveram a todo o mundo o patriotismo fervoroso e a vitalidade dos construtores militares e civis, que ajudaram voluntariamente as entidades atrasadas e fazendas vizinhas nos tempos livres do trabalho de dia e noite, e das esposas de oficiais do Exército Popular que dedicaram toda sua sinceridade e devoção a seus maridos e aos soldados.

Os atos louváveis dos casais, pais e filhos, irmãs e irmãos, que se destacaram no trabalho, e os conhecidos e desconhecidos membros da brigada de voluntários para o trabalho noturno comprovaram com atos o heroico espírito de luta, a abnegação incomparável e o caloroso patriotismo do povo coreano que materializa a todo custo o propósito do Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia.

Ao longo da larga avenida, distribuíram-se em perfeita harmonia os arranha-céus e outros altos apartamentos e os estabelecimentos de educação, saúde pública e serviços públicos, pontes elevadas e estruturas ornamentais assegurando em alto nível o caráter plástico e artístico, a correlatividade e o uso prático.

Graças à construção da nova avenida monumental, Pyongyang se remodelou excelentemente como grande capital do povo onde se materializou a doutrina de dar primazia às massas populares.

A avenida Songhwa, inaugurada com solenidade por ocasião do 110º aniversário de nascimento do Presidente Kim Il Sung, é a primeira criação material que garante o triunfo do plano quinquenal da construção da capital, apresentado pelo Ⅷ Congresso do Partido, e o monumento orgulhoso da grande época de Kim Jong Un em que se alcança o desenvolvimento da civilização socialista com as forças, inteligência e esforços próprios.

É inaugurada a avenida Songhwa

Leave a Reply

Your email address will not be published.