Coreia do NorteMilitarTecnologia

𝐊𝐢𝐦 𝐉𝐨𝐧𝐠 𝐔𝐧 visitou centro de controle geral da Direção Nacional de Tecnologia Aeroespacial

Pyongyang, 22 de novembro (ACNC) — O estimado camarada Kim Jong Un, Secretário Geral do Partido do Trabalho da Coreia e Presidente dos Assuntos Estatais da República Popular Democrática da Coreia, visitou hoje às 10 da manhã o centro de controle geral de Pyongyang da Direção Nacional de Tecnologia Aeroespacial da RPDC e averiguou o estado de funcionamento e controle do satélite de reconhecimento Malligyong-1, lançado em órbita, e sua filmagem aeroespacial sobre uma zona específica segundo o comando terrestre.

Ele foi acompanhado nesta ocasião pelo subchefe de departamento do Comitê Central do PTC, Kim Jong Sik.

A DNTA da RPDC informou ao Secretário-Geral do PTC que o satélite Malligyong-1 entrará no cumprimento de sua missão de reconhecimento a partir do dia 1º de dezembro após passar o processo de controle fino de 7-10 dias.

Nosso Estado cultivou e possuiu finalmente com as forças e tecnologias próprias a capacidade de reconhecimento aeroespacial e isso se torna um grande acontecimento tanto para o desenvolvimento das forças armadas da RPDC quanto para o enfrentamento à nova conjuntura da situação militar da região — apontou e apreciou novamente o mérito dos cientistas e técnicos do ramo de pesquisa de ciências cósmicas que contribuíram com sucessos reais para a causa do Partido para a construção de um exército poderoso e sua modernização.

Ele viu as fotos da base aérea de Anderson, do porto de Apra e outras zonas de importantes das tropas norte-americanas, tomadas no firmamento sobre a ilha Guam do Pacífico e recebidas às 9:21 da manhã do dia 22 de novembro.

Dizendo que as forças armadas da RPDC já têm em suas mãos o “olho” que alcança todo o universo e o “punho” capaz de atacar a grande distância, reiterou que surge a necessidade de operar muito mais satélites de reconhecimento tanto para o aprimoramento da eficácia de nossos poderosos meios de golpe militar como para a legítima defesa.

Chamou a atenção para o fato de que o imperialismo norte-americano está transformando a região sul-coreana na base avançada de suas forças agressoras e no arsenal nuclear, introduzindo ontem e hoje o porta-aviões nuclear Carl Vinson e o submarino de propulsão nuclear Santa Fe.

Continuou dizendo que é uma questão séria diretamente relacionada à segurança de nosso Estado o problema de observar e controlar perfeitamente o caráter das ações do imperialismo norte-americano e das tropas de seus satélites que colocam em risco a situação militar da região dessa maneira.

Como já anunciamos, devemos lançar muito mais satélites de reconhecimento de diversos tipos, colocá-los em órbita e operá-los de maneira integrada e prática para fornecer em tempo real às forças armadas da RPDC as informações abundantes sobre o inimigo e ajudá-los, assim, a redobrar a disposição de enfrentamento — enfatizou.

Ao aprovar a proposta da DNTA sobre a apresentação do plano imediato de formação da capacidade de reconhecimento aeroespacial sobre a região sul-coreana e as zonas periféricas do Pacífico à Ⅸ Sessão Plenária do Ⅷ Período do Comitê Central do PTC, apontou que esta reunião deliberará e determinará o programa de lançamento de satélites de exploração de 2024.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *