Se aprofunda a batalha profilática de emergência

Pyongyang, 19 de maio (ACNC) — Aprofunda-se cada dia mais a batalha profilática de emergência com a unanimidade de pensamentos e ações de todo o povo desejoso de abrir sem falta a brecha da vitória no mesmo combate.

Nas organizações partidárias e nas unidades profiláticas de emergência a todos os níveis, realizam-se as reuniões consultivas para remediar rapidamente com visão crítica e aspiração ao desenvolvimento os erros, lacunas, defeitos e faltas observados no trabalho profilático de até agora, em apego à ideia e espírito da reunião do Presidium do Bureau Político do Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia.

Paralelamente ao trabalho metodológico para reinstruir e armar com as políticas profiláticas determinadas pelo BP do CC do PTC, fortalecem-se a educação e o controle para eliminar nos funcionários e trabalhadores das respectivas zonas e entidades a interpretação e ação arbitrárias sobre a política profilática cuja justeza, eficiência e caráter científico foram comprovados.

O Comando Estatal de Profilaxia de Emergência e as direções deste ramo em todos os níveis tomam as medidas técnico-científicas e de trabalho para reajustar constantemente as medidas emergentes que foram tomadas após a passagem para o sistema profilático de emergência máxima.

Iniciou-se o estudo sobre os projetos adicionais de profilaxia, tais como a instalação do centro de distribuição de medicamentos e o centro de cura por zonas de todo o país mediante a cooperação entre o setor profilático e o sanitário e se transmitem as indicações correspondentes a diferentes setores.

Em escala nacional, aumentaram-se os edifícios de isolamento, intensificou-se a esterilização para bloquear os canais de transmissão e contágio da epidemia ante o aumento do número de isolados em casa e transportaram-se com urgência milhares de toneladas de sal para a produção de desinfetante/antisséptico na cidade de Pyongyang.

A Fábrica de Aparelhos Médicos de Nampho e outras unidades produtoras do setor de saúde se esforçam para produzir muito mais aparelhos médicos e fornecê-los a todas as partes do país.

Fortalece-se nas fábricas farmacêuticas e de medicamentos tradicionais Coryo na capital e nas localidades uma campanha de produção de injeções e dos medicamentos tradicionais que podem surtir efeitos na prevenção e cura da pandemia.

Por sua vez, as unidades de pesquisa científica se esforçam para confirmar a rota de proliferação da pandemia e a causa de seu surto e complementar incessantemente os conteúdos do guia de tratamento. E estipularam de maneira científica o período racional de isolamento dos febricitantes e o padrão para sua liberação.

Sobretudo, observam com vigilância aguda a situação severa de surto e transmissão de novas variantes do vírus nas regiões vizinhas do país.

Igualmente, aprofundam o estudo orientado a prever cientificamente a tendência de transmissão da epidemia e impulsionam os preparativos materiais e técnicos para enfrentar as ameaças e desafios perspectivos.

Sob o confinamento por regiões e unidades, diferentes setores da economia nacional aceleram, tanto quanto possível, a produção, cumprindo com rigor as medidas profiláticas tomadas pelo Partido e pelo Estado.

Os campos de construção de grandes objetos, inclusive as moradias e a fazenda de estufas de grande dimensão que estão em andamento como trabalho para fazer realidade o anseio do Partido, e as indústrias chaves como a metalúrgica, a química, a elétrica e a carbonífera impulsionam sem parar a produção definindo racionalmente as unidades de isolamento e priorizando a manutenção profilática dos terrenos de construção e produção.

Por outro lado, as unidades de produção agrícola ao longo do país realizam com severidade a checagem médica sobre os mobilizados no transplante de mudas de arroz e a campanha anti-seca exigindo-lhes observar o regulamento e procedimento antiepidêmicos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.