Tem lugar ato central pelo 80º aniversário de Kim Jong Il

Pyongyang, 16 de fevereiro (ACNC) — No trajeto de avanço para alcançar nova vitória seguindo a rota do socialismo ao estilo coreano orientado pelo grande Partido do Trabalho da Coreia, o povo coreano festeja solenemente o Dia da Estrela Brilhante, festa mais jubilosa da nação, com elevado entusiasmo político e orgulhosos êxitos laborais.

Recordando com reverência a nobre vida do Dirigente Kim Jong Il, que brilha no sagrado caminho da revolução do Juche, e suas imperecíveis façanhas revolucionárias acumuladas pela pátria, o povo, a época e a história, o povo de todo o país e os oficiais e soldados do Exército Popular prestam-lhe a mais sublime homenagem e eterna glória por ocasião da significativa festa de fevereiro.

O ato central pelo 80º aniversário de nascimento do Dirigente Kim Jong Il teve lugar no dia 15 em frente à sua estátua de bronze na cidade de Samjiyon, local sagrado da revolução onde se ergue o imponente monte Paektu.

Nascido como Estrela Brilhante do Paektu, o Dirigente realizou ao longo de sua vida a marcha forçada de visitas de orientação em campo pela pátria e o povo e, assim, legou a sólida base para nosso próspero Estado.

A cidade de Samjiyon estava imersa na forte veneração ao líder e no júbilo e alegria dos participantes presentes no ato para acolher com solenidade a máxima festa nacional na gloriosa terra transformada como povoado ideal do povo.

O estimado camarada Kim Jong Un, Secretário-Geral do Partido do Trabalho da Coreia e Presidente dos Assuntos Estatais da RPDC, participou da ocasião.

Quando ele chegou ao local do evento, todos os participantes acolheram estrondosamente ele que situou no topo o poderio nacional e a posição da Coreia socialista, maior herança patriótica do Dirigente, através de sua incansável orientação sobre a revolução, e cumpre fielmente a causa do líder antecessor pela construção de uma pátria próspera.

Antes do início do ato, teve lugar a cerimônia de homenagem diante da estátua de bronze do Dirigente Kim Jong Il.

Foi depositada o cesto de flores em nome do estimado camarada Kim Jong Un.

Foram colocados os outros em nome do Comitê Central do PTC, da Comissão de Assuntos Estatais, do Presidium da Assembleia Popular Suprema e do Conselho de Ministros da RPDC.

Juntamente com os quadros do Partido e do governo, o Secretário-Geral do PTC rendeu homenagem à estátua de bronze do Dirigente Kim Jong Il, eterno Sol do Juche, imagem majestosa da Coreia socialista e grande sábio virtuoso da revolução.

Estiveram presentes no ato central Choe Ryong Hae, membro do Presidium do Bureau Político do CC do PTC, primeiro vice-presidente da Comissão de Assuntos Estatais e presidente do Presidium da APS da RPDC, Jo Yong Won, membro do Presidium do Bureau Político e secretário de organização do CC do PTC, e Kim Tok Hun, membro do Presidium do Bureau Político do CC do PTC, vice-presidente da Comissão de Assuntos Estatais e Primeiro-Ministro da RPDC.

Presentes também estavam Ri Il Hwan, Kim Jae Ryong, Kim Yong Chol, Jong Kyong Thaek, Kim Yo Jong, O Il Jong, Ho Chol Man, Pak Thae Dok, Kim Hyong Sik, Pak Myong Sun, Ri Chol Man, Kim Song Nam, Jon Hyon Chol, Yang Sung Ho, Ri Son Gwon, Ri Thae Sop, U Sang Chol e outros quadros do Partido e do governo, diretivos de ministérios e órgãos centrais, bem como funcionários e trabalhadores da província de Ryanggang e da cidade de Samjiyon e os comandantes e membros da 216ª Divisão de Construção.

Participaram, ademais, Ri Yong Gil e outros altos funcionários das instituições das forças armadas e oficiais e soldados do Exército do Popular da Coreia e das forças de segurança pública.

Ri Il Hwan, membro do BP e secretário do CC do PTC, proferiu o informe intitulado “Culminemos a causa do grande camarada Kim Jong Il com o espírito revolucionário do Paektu”.

No trajeto da marcha histórica pelo desenvolvimento integral da construção socialista ao nosso estilo, os habitantes de todo o país celebram a festa mais jubilosa da nação — disse o orador, e continuou que ao acolher a época mais gloriosa da história nacional de 5 milênios, forjada erguendo no alto como bandeira vermelha da revolução o nome imortal do Dirigente e tomando seus legados revolucionários como plataforma de salto, constataram com emoção a grande importância do mês de fevereiro na Coreia.

Referindo-se à nobre vida revolucionária do grande homem sem par, iniciada desde seu nascimento e crescimento especiais, e seus feitos eternos registrados na história da revolução coreana, apontou que ele incutiu no povo coreano o espírito da auto-estima e preparou o recurso mais valioso para a construção de uma potência.

É invencível a causa que conta com grandes ideias e heranças — afirmou e acrescentou que todos os membros do Partido, habitantes e oficiais e soldados do EPC devem apoiar com fervorosa lealde e prática revolucionária intransigente a liderança do CC do Partido encabeçado pelo estimado camarada Kim Jong Un, para que a Coreia socialista, produto dos ingentes esforços e abnegação ao longo de todo a vida do Dirigente, se converta numa potência desenvolvida, civilizada e próspera invejada por todo o mundo.

Ao recordar com muito orgulho os dias comoventes em que seguiam a ideia e a causa do Dirigente, os participantes redobraram a convicção de que, graças à extraordinária orientação do Comitê Central do Partido, se realizará sem falta o anseio patriótico do Dirigente de fazer do país um potência.

O ato central transcorreu em um clima repleto de vontade e afã dos participantes de culminar a causa revolucionária do Juche, iniciada no Paektu, erguer na terra pátria um paraíso para o povo que prospera com as próprias forças e coroar com vitórias e glórias o novo século da revolução coreana, unidos compactamente em torno do Secretário Geral.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *