Coreia do NorteDiplomaciaMilitarRelações Intercoreanas

Kim Yo Jong declara que “interceptação de ICBM pelos EUA” será considerada uma clara declaração de guerra

Pyongyang, 7 de março (ACNC) — A sub-chefe de departamento do Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia, Kim Yo Jong, divulgou no dia 7 a seguinte declaração:

Em 6 de março, um meio de comunicação fantoche sul-coreano noticiou uma informação confusa de que o comandante estadunidense no Indo-Pacífico teria dito, em 24 de fevereiro, que se a RPDC lançasse um ICBM no Pacífico, ele o derrubaria imediatamente.

Não sei se esse lapso verbal representa a verdadeira posição dos militares dos EUA ou é uma piada rotineira na imprensa sul-coreana.

Mas, seja qual for o caso, envio o aviso prévio.

O Pacífico não é o mar territorial dos EUA ou do Japão.

Seria muito interessante ver como os EUA, cujos militares testam todos os anos no Pacífico considerando-o como seu próprio mar, reagiriam caso um terceiro país interceptasse uma arma estratégica sob o pretexto de resposta.

Se tivesse em mente como os EUA lidariam com uma circunstância tão horrível, veria quão irresponsável e imprudente é o absurdo que falou.

Segundo a fonte, o comandante dos EUA descreveu os “exercícios de operação dos meios de dissuasivo ampliado Coreia do sul-EUA”. como uma “ocasião mais significativa” em que transmitiu uma mensagem eficaz à RPDC e a outro país.

Também temos uma mensagem para os EUA.

Consideraremos indubitavelmente como uma clara declaração de guerra contra a RPDC se uma resposta militar como a interceptação de nossa arma estratégica, que é realizada como um teste no mar e espaço abertos, que não estão sob jurisdição dos EUA, sem prejudicar a segurança dos países vizinhos, for tomada.

Faço recordar o fato de já está estabelecido o nosso código de conduta militar sob tais circunstâncias.

As últimas ações militares demonstrativas e expressões retóricas de todo tipo dos EUA e da Coreia do Sul que excedem o grau tolerável nos obrigam a responder por meio de algo.

Como já afirmamos, acompanhamos atentamente os movimentos militares das tropas estadunidenses e sul-coreanas e estamos totalmente prontos para tomar a qualquer momento e segundo nosso juízo a ação oportuna, rápida e contundente.

Os EUA e a Coreia do Sul devem se abster das falas e ações que pioram ainda mais a situação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *