Coreia do NorteExércitoMilitar

Disparo de teste do Pulhwasal-3-31, míssil de cruzeiro estratégico lançado de submarino

Pyongyang, 29 de janeiro (ACNC) — Foi realizado o teste de nova arma estratégica que mostra claramente a chegada de uma nova e grande era de fortalecimento das forças navais, sob a sábia direção do estimado camarada Kim Jong Un que apresentou o rumo original de desenvolvimento das forças marítimas jucheanas e conduz energicamente a luta para tanto.

O disparo de teste torna-se um motivo para demonstrar o rápido desenvolvimento das forças marítimas jucheanas da RPDC e abrigar a segurança das perspectivas de seu fortalecimento.

A linha do estimado camarada Kim Jong Un sobre a construção das forças armadas estratégicas, consistente em expandir e fomentar de forma multilateral os espaços de operação do dissuasivo nuclear do Estado, está sendo cumprida de forma planejada e acelerando radicalmente o armamento nuclear da marinha de guerra da RPDC.

Na manhã do dia 28, o Secretário-Geral do PTC dirigiu o lançamento de teste dos mísseis de cruzeiro estratégicos tipo “Pulhwasal-3-31” disparados de submarino, recentemente desenvolvidos, juntamente com os secretários do Comitê Central do Partido, o comandante das forças marítimas e outros quadros diretivos.

Os mísseis acertaram o alvo após voar no firmamento sobre o Mar Leste da Coreia durante 7.421 e 7.445 segundos, respectivamente.

O teste não afetou em nada a segurança dos países vizinhos nem tem nada a ver com a situação regional.

O estimado camarada Kim Jong Un expressou grande satisfação pelo resultado do teste.

A situação atual e as ameaças existentes exigem que nos apressemos nos esforços para defender a soberania marítima — disse ele e acrescentou que é necessário produzir sucessos de importância estratégica como o de hoje no cumprimento do plano de modernização do exército do PTC que se propõe a construir as poderosas forças marítimas.

Esclarecendo novamente que o armamento nuclear das forças navais se torna a tarefa urgente da época e a demanda principal da construção das forças nucleares estratégicas do Estado, apresentou as tarefas programáticas para alcançá-lo e expandir de forma multilateral os espaços de operação do dissuasivo nuclear do Estado.

No mesmo dia, ele averiguou em detalhes como está a construção do submarino nuclear.

Consultou os problemas relacionados com a construção do submarino de propulsão nuclear e outros navios de guerra de novo tipo, apresentou as tarefas imediatas a serem cumpridas pelos setores correspondentes e os projetos de medidas estatais e deu uma conclusão importante sobre os remédios para seu cumprimento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *