Coreia do Norte

Discurso de abertura da Ⅴ Conferência Nacional de Mães

Pyongyang, 4 de dezembro (ACNC) — O estimado camarada Kim Jong Un proferiu, no dia 3, o discurso de abertura da Ⅴ Conferência Nacional de Mães.

Seu texto integral segue:

Participantes na Ⅴ Conferência Nacional de Mães que estão aqui presentes como representantes das 7 milhões de mães de nossa pátria socialista, a República Popular Democrática da Coreia;

Sinto-me muito emocionado pela alegria e o prazer de me reunir neste lugar significativo com nossas mães, por quem nutro invariável respeito e afeto.

Antes de tudo, gostaria de aproveitar a oportunidade para prestar a mais cordial homenagem às mães que dedicam todo o seu ser e fazem ingentes contribuições ao crescimento de seus filhos e à prosperidade da pátria.

Um profundo sentimento de sublimidade e reverência me invade diante das mães que, nestes tempos difíceis, não têm tido um minuto momento de sossego e trabalhado sem tréguas preocupando-se com sustentar o país e proteger a família com todo o amor.

Conferência de Mães! Só de ouvir este nome, todos anseiam por suas mães e erguem os olhos para ela com a emoção que nos produz a gratidão de seu afeto.

Quantos instantes de pesares terão sofrido, por vontade própria, antes de entrar com inusitado orgulho e honra neste local que hoje atrai a sincera bênção e respeito de todo o povo!

São precisamente vocês, as mães aqui presentes, que ostentaram sua abnegação e sinceridade, sem esperar nada em troca, nesse caminho que vocês mesmas escolheram levando uma sobrecarga insuportável nos frágeis ombros e que vieram correndo até hoje esforçando-se para ter em todo momento uma consciência imaculada, embora às vezes se sintam cansadas e esgotadas.

Não são senão vocês, as amadas mães de nossa pátria, as pessoas fortes que sempre superam dificuldades com um simples sorriso, sofrendo às escondidas um sem-fim de preocupações ocultas no coração, e as que nos parecem as mais belas e excelentes do mundo por seu nobre mundo espiritual apesar de sua beleza física que se esvai com as dificuldades que suportam.

Nos momentos difíceis evocamos primeiro as mães que nos deram à luz, de comer e de vestir e nos ajudaram a dar os primeiros passos.

Eu também evoco a elas cada vez que me esgoto nas tarefas do Partido e Estado.

A firmeza com que assumem qualquer trabalho duro pelo crescimento dos filhos me tem animado e impulsionado constantemente. A confiança que depositam em nosso Partido mesmo nas situações difíceis, assim como a coragem e a abnegação com que consagram a vida à eterna prosperidade da pátria me têm ensinado o dever de não desistir sob nenhuma circunstância e me têm infundido o inenarrável e ilimitado senso de responsabilidade e ânimo.

Com sua entrega, sacrifício, espírito e força, todas as mães do país nutriram não meramente a seus respectivos lares mas também o futuro da pátria, e como uma força motriz defenderam firmemente a nossa grande família socialista que está unida e avança com a virtude e o amor.

As cercas pequenas de seus lares que cuidam com o zelo patriótico sustentam firmemente o país como pedra angular, razão pela qual a grande família socialista se consolida e nossa pátria se fortalece cada dia mais.

Este é um mérito imperecível que as mães coreanas realizaram perante o Partido, a revolução e a pátria.

O presente evento é um palco de infinita honra e felicitação destinado a entregar às patrióticas e leais mães coreanas o louro de todas as vitórias alcançadas por nosso Partido e o Estado na marcha da nova época, assim como um festival político que mais uma vez põe de manifesto a justeza e o resplandecente futuro de nossa causa que venera e prioriza as mães e as gerações vindouras, representantes do futuro da pátria.

Nesta ocasião significativa, estendo, em nome do Comitê Central do Partido e do governo da República, as saudações de infinita gratidão e felicitação às mães aqui presentes e a todas as outras coreanas que em todas as latitudes do país cultivam a felicidade doméstica e o futuro da pátria com seu fervoroso amor e afeto e silenciosa devoção.

Da mesma forma, transmito meu mais sincero agradecimento e estímulo às mães coreanas que, no exterior, dedicam-se de corpo e alma a dar continuidade à estirpe da nação e ao patriotismo e que neste momento seguem com atenção esta magna reunião de mães que celebramos na capital da pátria.

Queridas mães!

Com o desenvolvimento e a civilização da sociedade, elevam-se a posição e o papel das mulheres e elas fazem contribuições cada vez maiores ao poder nacional e ao avanço da revolução.

Atualmente, há uma grande demanda social pelo papel das mães.

Formar bem nossos filhos, firmes continuadores da revolução, acabar com os fenômenos alheios ao socialismo, frequentemente ocorridos ultimamente, e fomentar a harmonia familiar e a unidade social, implantar um ambiente saudável de vida cultural e moral e fazer prevalecer as virtudes e traços comunistas de se ajudar e se guiar mutuamente, evitar a diminuição da natalidade e criar e educar bem as crianças, são todas tarefas domésticas que nos incumbem a todos e que devemos resolver em colaboração com as mães.

Tanto em vista da posição e do papel da mãe no lar e na sociedade como um dos problemas atuais que enfrentam nosso Estado e revolução, o Comitê Central do Partido considera esta conferência tão importante quanto um congresso ou sessão plenária do Partido.

A presente dará a conhecer os exemplos positivos das mães em mais de dez anos após sua última edição e abordará tarefas e vias que as ajudem a cumprir com sua responsabilidade e papel perante a sociedade e a família.

Conta com a participação de cerca de 10.000 pessoas, incluindo as mães de numerosos filhos, que adotaram órfãos e os colocaram em importantes cargos da defesa nacional e da construção socialista, que formaram seus filhos como beneméritos e talentos, que fizeram contribuições excepcionais à sociedade e à coletividade trabalhando em um mesmo ofício durante várias décadas, bem como funcionárias das organizações da União de Mulheres das instâncias central e locais.

Confiando em que a reunião será um motivo transcendental para que todas as mães, bem conscientes da missão da época e dos deveres revolucionários, dediquem todo seu engenho, força e paixão à causa patriótica pelo triunfo de nosso socialismo, declaro aberta a Ⅴ Conferência Nacional de Mães.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *