Coreia do NortePolitica

Tem lugar eleição de deputados às Assembleias locais

Pyongyang, 27 de novembro (ACNC) — Tiveram lugar no dia 26 as eleições de deputados às Assembleias Populares de províncias (ou cidades diretamente subordinadas ao centro), das cidades (ou distritos) e dos condados.

Os eleitores compareceram às urnas instaladas por todo o país com o desejo de consolidar ainda mais nesta ocasião o Poder popular e demonstrar mais uma vez a superioridade do socialismo coreano, centrado nas massas populares.

Entre eles se destacavam os precursores da revolução, que percorreram sempre o caminho do patriotismo durante várias décadas desde a libertação da pátria (em agosto de 1945) depositando confiança absoluta no Poder da RPDC, assim como os integrantes de novas gerações, operários e agricultores.

Os operários e trabalhadores agrícolas votaram a favor dos representantes do povo expressando a vontade de apoiar o Poder da RPDC com consciência limpa, obrigação moral e abundantes colheitas, assim como seus predecessores.

Os candidatos a deputado tomaram a firme decisão de glorificar o regime socialista mais vantajoso do mundo, sem esquecer nem um momento a confiança e esperança do povo.

As eleições de ontem serviram de oportunidade significativa para colocar de pleno manifesto o grande ânimo de todo o povo por consolidar por todos os meios o Poder revolucionário e alcançar a prosperidade e desenvolvimento do grande Estado, unindo-se compactamente em torno do estimado camarada Kim Jong Un.


99,63% do eleitorado participa nas eleições de deputados locais Pyongyang, 27 de novembro (ACNC) — Graças ao elevado entusiasmo político de todos os habitantes do país de consolidar por todos os meios o Poder popular e manifestar plenamente a superioridade do socialismo ao estilo coreano, concluíram com sucesso no dia 26 as eleições de deputados às Assembleias Populares das províncias (ou cidades diretamente subordinadas ao centro), das cidades (ou distritos) e dos condados da República Popular Democrática da Coreia.

Segundo as estatísticas sintetizadas pelo Comitê Central de Direção Eleitoral, 99,63% do eleitorado participaram na votação.

Não puderam exercer o direito a voto as pessoas que se encontram no exterior ou trabalham além-mar.

Votaram na urna móvel os eleitores impossibilitados de comparecer às sedes de votação por causa de seu envelhecimento, doenças, etc.

Os comitês de circunscrições eleitorais por todo o país para esses pleitos estão confirmando os resultados de votação sobre os candidatos a deputados registrados nas respectivas áreas.


Estrangeiros e compatriotas no exterior visitam urnas de Pyongyang e localidades Pyongyang, 27 de novembro (ACNC) – O encarregado de negócios Ad Interim, Vladimir Topeha, e outros membros da embaixada da Federação Russa na Coreia e os coreanos residentes na China, que permanecem agora na pátria socialista, visitaram no dia 26 os locais de votação da capital e das localidades onde se realizavam as eleições de deputados às Assembleias Populares de províncias (ou cidades diretamente subordinadas ao centro), cidades (ou distritos) e dos condados da República Popular Democrática da Coreia.

Aos pés das urnas das circunscrições nº 39 e nº 46 do colégio nº 54 da cidade de Pyongyang e da nº 11 do colégio nº 46 da cidade de Nampo, os visitantes expressaram profunda emoção vendo os eleitores decididos a consolidar mais firmemente o verdadeiro Poder revolucionário do povo.

“Artigo 66. Todo cidadão maior de 17 anos tem o direito de eleger e ser eleito, sem distinção de sexo, nacionalidade, profissão, período de residência, propriedade, instrução, filiação partidária, ponto de vista político e crença religiosa.
Também os cidadãos incorporados ao serviço militar têm o direito de eleger e ser eleito.
Os que perderam o direito ao voto por decisão judicial e os deficientes mentais não têm direito a eleger nem a ser eleito.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *