Sul-Coreanos lutam pela abolição da Lei de Segurança nacional que persegue socialistas a 73 anos

O artigo 7º da Lei de Segurança Nacional, que regulamenta o crime de ‘borracha e louvor’, suprimiu a liberdade de pensamento e expressão do povo, resultando em inúmeros casos de violações de direitos humanos, encarceramento em massa e execuções de manifestantes progressistas.

O artigo 7, que pune “louvar, encorajar, simpatizar” com um inimigo, é a principal providência usada para usurpar a liberdade de expressão garantida pelo acordo. Nesse artigo, sessão 1 da LSN, estipula que quem tem “beneficiado uma organização anti-estado, por meio de louvor, encorajamento, propaganda, ou participando de atividades de uma organização anti-estado, seus membros ou pessoas que têm propagado ou instigado a ruptura com o estado sabendo que vai ameaçar a segurança nacional ou sobrevivência da ordem democrática liberal” deve ser punido com até sete anos de prisão. Sob esse artigo, inúmeros livros e trabalhos foram considerados problemáticos, resultando na prisão e na punição de muitos escritores e artistas.

Uma pesquisa realizada pelo Rep. Lee Gyu-min do Partido Democrata por meio da STI, uma agência de pesquisa de opinião pública, e divulgada no dia 9, 45,3% dos entrevistados concordaram em abolir o Artigo 7 da Lei de Segurança nacional, superior a 39,5% dos que se opõem. 15,2% dos entrevistados disseram ‘não sei’.

Em particular, a opinião pública a favor da abolição do Artigo 7 da Lei de Segurança Nacional foi mais elevada do que a da oposição em todas as faixas etárias, exceto na faixa dos 60 anos ou mais, e precisamente são os mais velhos que viveram durante décadas de ditaduras e controle massivo de opinião publica, porem existem dois destinos para o povo durante uma ditadura, abraçar ou combater.

Como sabemos, Coreia do Sul ainda vive sob o domínio do exercito dos EUA, mesmo que se afirme como um estado independente, não pode fazer muito sem consultar os EUA em relação as suas fronteiras e assuntos militares, alem das leis de repressão ao povo continuam em vigor mesmo após o fim das décadas de ditaduras no país com o apoio dos EUA, entendendo essa realidade sabemos que infelizmente a Coreia do Sul nunca chegou a vencer e expulsar seus opressores, então o povo teve que escolher, cadeia ou silencio. Após tantas décadas de censura e manipulação massiva das informações por parte do governo, a opinião publica acabou sendo controlada e os partidos de esquerda banidos e dissolvidos um por um.

Porem é importante ressaltar que uma significativa parte da população lembra como foi a reação do governo quando seus pais/filhos foram brutalmente agredidos e mortos pelas tropas do exercito Sul-Coreano nas manifestações de estudantes na década de 1990 os manifestantes exigiam a unificação com a Coreia do Norte e o fim da lei de segurança nacional que ainda estava prendendo socialistas e progressistas por discordar do governo.

Entre as faixas etárias, aqueles na faixa dos 40 anos apresentaram o maior índice de aprovação, 59,5%. na faixa dos 50 anos, 51,2% responderam que eram a favor da abolição do Artigo 7º.

Além disso, 65,6% dos entrevistados disseram discordar da alegação de que deveriam punir o drama da tvN ‘Crash Landing on Love’, que foi acusado de violar o artigo 7 da Lei do Tesouro Nacional após negociar com a Coreia do Norte.

Para saber mais sobre a lei de segurança nacional recomendamos esse nosso artigo que explica tudo que você precisa saber para entender bem sobre o tema.

https://portalrpdc.com/saiba-tudo-sobre-a-lei-de-seguranca-nacional-sul-coreana/

Rafael Pardan, KPR – Kpop pela Reunificação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *