Reunião de consulta do Partido sobre a situação do coronavirus

Tem lugar a reunião consultiva do BP do CC do PTC

Pyongyang, 14 de maio (ACNC) — O Bureau Político do Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia convocou no dia 14 na sede do CC do Partido a reunião consultiva para revisar o estado de operação do sistema de profilaxia de emergência máxima e potencializar as medidas políticas e práticas.

O Secretário-Geral do PTC, Kim Jong Un, presidiu o encontro onde tomaram parte os membros do Presidium e os membros e outros suplentes do BP do PTC. Estiveram presentes na qualidade de observador os funcionários do ramo da profilaxia de emergência do Estado e um dirigente do Ministério da Saúde Pública.

O BP escutou primeiro o relatório do Comando Estatal de Profilaxia de Emergência sobre a situação nacional dada no dia 13.

No dia 13 de maio, a escala nacional, mais de 174.440 casos de febre foram reportados, mais de 81.430 pessoas foram curadas e 21 morreram.

O número total dos febricitantes registrada desde o final do mês passado até ontem chega a mais de 524.440, dos quais mais de 243.630 se recuperaram e mais de 280.810 recebem assistência médica, e se somou 27 o número de mortos.

No relatório foi feita menção aos dados da transmissão da pandemia por regiões e por unidades e as características do progresso da doença e foi relatado o fato de que a maioria dos doentes perdeu a vida devido a erros como a overdose de medicamentos por não conhecer bem os métodos de tratamento científicos.

O BP discutiu as medidas políticas e práticas para controlar rapidamente a situação da pandemia em propagação em toda a extensão geográfica, e tomar a iniciativa estratégica.

A reunião centrou sua discussão no problema de fornecimento dos medicamentos de reserva extraídos com urgência conforme a exigência do sistema de profilaxia de emergência máxima.

Voltou a revisar os processos práticos para que os medicamentos cheguem a tempo aos doentes, mobilizando todos os meios e forças do país no transporte e fornecimento dos medicamentos encomendados.

Deliberou os problemas metodológicos para minimizar as perdas humanas ao aplicar de maneira racional a tática curativa e os métodos de tratamento científicos a diferentes pacientes inclusive os febricitantes com constituições físicas singulares, e para fazer frente oportuna observando minuciosamente a tendência de proliferação da pandemia.

Assim como a disseminação em escala global do coronavírus é muito grave, também em nosso país a propagação dessa doença infecciosa maligna pode ser considerada uma grande turbulência após a fundação do país, mas enquanto implementarmos cabalmente as políticas profiláticas, mantivermos a capacidade organizativa e o controle baseados na unidade monolítica entre o Partido e o povo e dinamizarmos a campanha antiepidêmica, podemos superar qualquer crise — disse o Secretário-Geral.

Ao analisar de maneira científica a essência e a origem do incidente, disse que a atual circunstância não é uma transmissão inter-regional incontrolável, mas uma propagação dentro das zonas bloqueadas e unidades correspondentes, e acrescentou que é importante ter a fé de eliminar com toda segurança e em curto prazo a pandemia, já que o progresso de doença é regular.

Enfatizou reiteradamente a racionalidade e a eficiência do bloqueio regional e o isolamento por unidades, tomadas com iniciativa e audácia por nosso Partido o governo, e assinalou que as unidades profiláticas de emergência a todos os níveis devem deter sem falta a proliferação da epidemia ao se esmerar na operação e comando sobre os trabalhos sanitários.

Para libertar-se com rapidez da crise sanitária, é importante que todos os habitantes melhorem a consciência profilática científica — acrescentou e continuou que o órgão de tratamento preventivo e outros ramos correspondentes devem intensificar a divulgação às amplas massas dos conhecimentos necessários para a prevenção e cura da doença e transmitir amplamente pelos meios de informação pública as diversas multimídias que facilitam a compressão das massas.

A atual crise sanitária se deve ao fato de que as organizações partidárias não cumpriram satisfatoriamente seu papel no trabalho profilático — disse e insistiu que os funcionários das organizações partidárias a todos os níveis, que sabem mais do que ninguém a política do Partido em matéria de saúde pública e profilaxia, devem assegurar a vitória na guerra antiepidêmica ao adentrar no meio das massas que sofrem dificuldades a fim de compartilhar a alegria e tristeza junto com elas e se tornarem condutores competentes e explicadores amáveis.

As organizações partidárias a todos os níveis têm de desempenhar sempre o papel de patrulha, brigada de choque e blindagem na candente guerra antiepidêmica mobilizando-se de modo resoluto na batalha de defesa do povo com a infinita devoção e invariável fidelidade a ele.

Sublinhou que as virtudes e afetos da nossa sociedade onde todos se ajudam mutuamente em cada momento difícil constituem a chave e garantia para a grande vitória na campanha profilática, mais poderosa que qualquer ciência e técnica médica avançada. E exigiu a todas as organizações partidárias esmerar-se no trabalho político e organizativo para que se manifestem plenamente na atual campanha profilática tão difícil e árdua as virtudes e belos traços comunistas que outros não podem ter nem imitar.

Chegou o momento de provar mais uma vez o papel diretivo do CC do Partido ante a prova da história — destacou e continuou que agora devemos ter consciência do que somos e por quem estamos lutando com as nossas vidas.

E reiterou a decisão e vontade de alcançar sem falta a grande vitória na presente batalha, afirmando que o Partido será valente perante seu dever importante e se responsabilizará totalmente pela segurança e bem-estar da Pátria e do povo com a fidelidade e abnegação infinitas.

Com determinação de compartilhar sempre o mesmo destino com o povo e refletindo os sinceros votos de que voltem a reinar a tranquilidade e risos em todas as famílias do país, doou ao Comitê do Partido em sua sede os medicamentos preparados em sua família e propôs entregá-los às gerações com mais dificuldade.

É muito importante que nosso setor sanitário estude bem as políticas antiepidêmicas de outros países avançados e os êxitos e experiências adquiridas nessa campanha — disse ele e continuou que, em especial, seria bom aceitar de modo ativo os avançados e abundantes resultados e experiências adquiridos pelo Partido e povo chineses na luta contra vírus letal.

Discutiram-se, ademais, os problemas tais como tomar as medidas práticas para reforçar rapidamente a base técnico-material do domínio sanitário e estabelecer as medidas jurídicas orientadas a golpear fortemente a todos os fenômenos negativos que obstaculizam o trabalho profilático.

Leave a Reply

Your email address will not be published.