Relatório sobre o trabalho do Conselho de Ministros no ano passado e suas tarefas para este ano

Pyongyang, 8 de fevereiro (ACNC) — Esteve a cargo do deputado Kim Tok Hun, Primeiro-Ministro da República Popular Democrática da Coreia, o relatório sobre o trabalho do Conselho de Ministros, apresentado ao 6º período sessões da XIV legislatura da Assembleia Popular Suprema da RPDC.

Adiantou que segundo a estratégia de economia delineada pelo Partido, o Conselho de Ministros organizou e travou, no ano passado, a luta para implementar a política econômica do Partido dando enfoque a reajustar e reforçar a base produtiva já preparada e normalizar a produção em todos os domínios da economia nacional tomando como elo chave a indústria metalúrgica e a química.

Surgiram, no ano passado, na construção econômica os problemas mais difíceis e complicados do que previsto, devido à obstinada campanha de sanção das forças hostis e à crise sanitária mundial — recordou.

No entanto — prosseguiu — foi desenvolvida uma luta tenaz para situar na nova órbita de desenvolvimento a economia nacional e, como resultado, se cumpriu em 148% o plano de produto industrial bruto nacional do ano e muitos ministérios, órgãos centrais, comitês populares de cidades e condados, fábricas e empresas superaram seus planos anuais da economia nacional.

Apesar da persistência de desastres naturais e difíceis condições de abastecimento de materiais agrícolas, levantou-se no ramo agrícola a onda de abundantes colheitas, que resultou num grande êxito, e o crescimento da produção de leite tornou possível iniciar o fornecimento de produtos lácteos à população infantil — afirmou o premier e continuou:

No campo da construção, foram promovidas com êxito obras enormes tais como a edificação de habitações para 10 mil núcleos familiares na zona de Songsin e Songhwa, a terceira etapa de remodelação da cidade de Samjiyon, a construção de habitações para 5.000 núcleos familiares na zona de Komdok e do distrito residencial de casas geminadas na zona ribeirinha do Pothong, fato que pôs em pleno manifesto o aspecto de desenvolvimento e o poderio do socialismo ao estilo coreano.

Nos importantes setores econômicos, como a indústria metalúrgica e a química, não poucos êxitos foram obtidos na luta para cumprir o plano de economia nacional do ano passado.

Deu-se avanço no desenvolvimento econômico e na estabilização da vida populacional ao fortalecer a orientação unificada e o controle do Estado sobre as gestões econômicas e colocar empenho em melhorar os métodos de administração da economia.

Foram alcançados muitos êxitos também na campanha profilática de emergência para impedir a entrada e proliferação da pandemia mundial e no combate aos atos opostos e alheios aos princípios socialistas.

Tais conquistas do ano passado tornaram mais firme a convicção de que se poderá alcançar as metas do novo Plano Quinquenal se se contar com a sábia orientação do Partido e a força do povo mobilizado para defender resolutamente o prestígio do Congresso partidário.

Hoje, nos é apresentada a importante e responsável tarefa de estabelecer a garantia de cumprimento do Plano Quinquenal e conseguir mudanças notáveis no desenvolvimento econômico e na melhora das condições de vida populacional.

O Conselho de Ministros se esmerará na organização e direção de Assuntos Econômicos pelo desenvolvimento da economia nacional em seu conjunto tomando como tarefa central consolidar a base de cumprimento do Plano Quinquenal mediante a aceleração da implementação da estratégia do Partido sobre o reajuste e reforço no princípio de priorizar este ano a indústria metalúrgica e a química.

Exigirá à indústria metalúrgica que tome concretas medidas econômicas e técnicas para normalizar em alto nível a produção das principais fundições, siderúrgicas e minérios de ferro e produza como planejado o ferro trióxido, o ferro gusa e os materiais de aço laminados, ao mesmo tempo de impulsionar a ampliação da capacidade produtiva e a remodelação.

A indústria química se concentrará na construção de estabelecimentos para a criação da indústria química de C1 e produzirá, de acordo com seu plano, os produtos químicos como o fertilizante nítrico, o fosfórico e a soda cáustica.

É preciso que a indústria elétrica regule a produção tomando como principal a geração hidrelétrica e desenvolvendo-a paralelamente à termoelétrica e cubra as demandas de eletricidade em cada domínio da economia nacional ao reduzir a derivação e elevar o nível de operação do sistema integral de administração elétrica do Estado.

Ajustará a capacidade produtiva da indústria carbonífera às necessidades da economia nacional ao priorizar a prospecção e perfuração nas minas de carvão, introduzir avançados métodos de extração e continuar dando bom impulso à exploração de novas minas de carvão.

O domínio de máquinas impulsionará a remodelação e modernização, a reabilitação das especificações originais dos equipamentos de elaboração e fabricará como programado os produtos mecânicos como caminhões, tratores e geradores hidrelétricos tomando as medidas para a melhoria de qualidade.

Ao ramo de desenvolvimento de recursos naturais cabe colocar em estoque mais depósitos de minerais, pedras de construção e outros minerais valiosos e realizar a prospecção de gás natural e fontes termais.

À indústria extrativa incumbe ampliar a capacidade produtiva das minas, fundições de metais não-ferrosos e fábricas e introduzir avançados métodos de extração, enriquecimento e fundição, de modo que se aumente a produção de metais não-ferrosos e minérios não-metálicos.

O domínio do transporte aumentará o volume de transporte em vagões, caminhões e cargueiros, enquanto o da silvicultura cumprirá o plano de produção de madeira e o de criação de áreas florestais ao reforçar sua base material e técnica.

Compete ao ramo da construção e seus materiais dar bom impulso às obras planejadas ao potencializar as entidades de construção e preparar as máquinas e equipamentos de construção de alta eficiência e garantir a edificação de projetos importantes e a rural mediante a normalização da produção de cimento e a criação de maior capacidade produtiva do mesmo material.

Corresponde ao setor de TI a tarefa de desenvolver as comunicações de TI do país, produzir, com recursos domésticos, os produtos e equipamentos eletrônicos e informatizar os trabalhos oficiais do Estado.

Incumbe ao setor da administração territorial e ao do urbanismo impulsionar com energia a campanha de mobilização geral para a administração do território nacional e preparar as condições e ambiente de vida culta e confortável para a população mediante a reparação qualitativa de habitações, edifícios públicos, estradas e pontes, etc.

É preciso que o ramo das relações econômicas com o exterior continue seu empenho por reabilitar o sistema de comércio exterior exclusivo do Estado.

É necessário que o domínio agrícola torne possível o abastecimento de alimentos à população, aumentando a produção de grãos.

Igualmente, aumentará a produção de carne, ovos e produtos lácteos e redobrará os esforços para cultivar mais frutas, vegetais, cogumelos e oleaginosas com vistas a abundar a vida alimentar do povo.

As províncias, cidades e condados traçarão em apego às condições reais o plano perspectivo, o de etapas e o anual para construir todos os povoados rurais do país ao nível dos da cidade de Samjiyon e como os ideais do socialismo, acomodados e civilizados, e os colocarão em prática com todo empenho.

Serão produzidos conforme o planejado os artigos de consumo massivo na indústria leve e aumentarão os produtos marítimos na indústria pesqueira por meio da pesca científica e ativa de peixes.

É preciso que o setor do comércio recupere o mais rapidamente possível o sistema de administração única do Estado sobre o comércio e ponha em pleno manifesto a sua natureza socialista.

Será aberta a via de fortalecimento e prosperidade com as forças próprias através do desenvolvimento técnico-científico e serão melhorados os setores culturais como a educação e a saúde pública.

Se tornará mais sólido o muro profilático pondo em primeiro lugar das questões estatais a campanha antiepidêmica de emergência e se assentará este ramo sobre a base científica, de modo que se possa defender a segurança do Estado e do povo e garantir com êxito a construção socialista.

O Conselho de Ministros deverá cumprir com toda sua responsabilidade e dever na luta para coroar este ano significativo como o de vitórias a ser registrado com letras douradas na história da pátria, ao assegurar a operação e comando unificados sobre o desenvolvimento da economia nacional em geral e organizar escrupulosamente os afazeres econômicos e executá-los tenazmente.

Leave a Reply

Your email address will not be published.