Ofensiva geral pela libertação da pátria

Nas vésperas do dia da libertação da pátria (15 de agosto de 1945), o povo coreano recorda com profunda emoção as indeléveis façanhas do Presidente Kim Il Sung, que conduziu a operação de ataque final contra os imperialistas japoneses à vitória.

Em 9 de agosto de 34 da era Juche (1945), ele ordenou às unidades do Exército Revolucionário Popular da Coreia que iniciassem a ofensiva geral pela libertação da pátria.

Escrito à mão por Kim Il Sung com relação ao plano para o ataque final para a libertação da pátria | Sobre o início de uma ofensiva geral pela libertação da pátria

O ERPC e todos os coreanos se levantaram nessa batalha sagrada com o ímpeto de exterminar os inimigos.

As unidades ERPC, que tomavam como sua base de partida o monte Kanbaek, um dos acampamentos secretos na área do monte Paektu, avançaram como rumo a Kilju, Pukchong, Sinhung e Kanggye, onde travaram combates para controlar as províncias em cooperação com as pequenas unidades, grupos e organizações de resistência massiva que atuavam no interior do país.

As outras libertaram várias áreas da Manchúria e avançaram em direção à margem oposta do rio Tuman em perseguição aos inimigos.

As tropas agrupadas na zona ribeirinha do Tuman conquistaram as fortalezas fronteiriças dos imperialistas ocupantes no dia 9.Em resposta ao ataque geral do ERPC, os corpos armados populares e os grupos insurgentes, organizados por todo o país, assaltaram as instituições de dominação dos imperialistas japoneses como quartéis, estações de gendarmes e políticas, sedes provinciais, etc.

Diante do intrépido ataque do ERPC e da operação disruptiva das organizações de resistência massiva na retaguarda inimiga, foi derrubado em uma semana o sistema japonês de dominação colonial sobre a Coreia.

Naqueles dias, o Presidente Kim Il Sung liderou a operação do ataque final à vitória com sua excepcional liderança e capacidade de desdobramento revolucionário.

Em 15 de agosto de 1945, o imperialismo japonês declarou sua capitulação incondicional.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *