Marinheiro sul-coreano é detido por apoiar o Norte, em violação da Lei de Segurança Nacional

No dia 8 de agosto, a agência sul-coreana de notícias Yonghap divulgou em artigo que, desde o mês passado, um marinheiro tem sido julgado sob acusação de apoiar a República Popular Democrática da Coreia, ao apoiá-la abertamente em suas redes sociais e possuir materiais como músicas, vídeos etc. – classificados como “benéficos ao inimigo”, segundo oficiais da Marinha.

Tal detenção tem como base a infame Lei de Segurança Nacional, de 1948, fundada sob ferrenho anti-comunismo para “garantir a segurança do Estado e a subsistência e liberdade dos cidadãos, regulando quaisquer atividades previstas que comprometam a segurança do Estado” – conforme assinala seu 1º artigo – para respaldar legalmente a repressão à oposição popular ao regime fantoche e ilegítimo fundado no mesmo ano.

Nome e mais informações detalhadas sobre o marinheiro não foram divulgadas, mas torna-se mais um caso para a lista de pessoas que tentaram questionar a “linda e bela democracia da desenvolvida Coreia do sul” e foram suprimidos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.