Kim Jong Un participa de ato pelo 75º aniversário de fundação das escolas revolucionárias de Mangyongdae e Kang Pan Sok

Pyongyang, 13 de outubro (ACNC) — A escola Revolucionária de Mangyongdae e a Escola Revolucionária Kang Pan Sok comemoram significativamente o 75º aniversário de sua fundação.

Sob a orientação do grande Partido do Trabalho da Coreia, que concede eterna vitalidade à linhagem da revolução do Juche iniciada no Paektu, elas mantêm década após década e de século em século sua honra de centro de educação para os filhos dos mártires revolucionários e forja dos pilares da revolução coreana.

Escrevendo a trajetória de desenvolvimento vigoroso graças à nobre obrigação moral revolucionária dos grandes homens sem iguais e sua concepção sobre as gerações vindouras, ambas as escolas impulsionaram o fortalecimento do Partido, do Estado e das forças armadas revolucionárias e consolidaram a pedra angular do futuro eterno da pátria e da revolução ao formar um grande contingente de revolucionários indomáveis e patriotas fiéis que dão firme continuidade à linhagem de Mangyongdae e do Paektu. Eis aqui o balanço orgulhoso de sua longa história.

Teve lugar solenemente no dia 12 o ato comemorativo do 75º aniversário da fundação das duas escolas.

Participou da ocasião o estimado camarada Kim Jong Un, Secretário-Geral do Partido do Trabalho da Coreia e Presidente dos Assuntos Estatais da República Popular Democrática da Coreia.

Estavam muito comovidos e jubilosos os professores, empregados, estudantes e graduados que tiveram a grande honra e felicidade de celebrar a efeméride com o respeitado Marechal.

Ao som da música de boas-vindas, o Secretário-Geral chegou à Escola Revolucionária de Mangyongdae.

Todos os reunidos acolheram com estrondosas vivas o grande mestre e benevolente Marechal que atende com grande afeto os filhos dos mártires revolucionários e os conduz passo a passo para que continuem com firmeza a linhagem da revolução do Juche.

Ele foi recebido pelos funcionários das escolas.

Os estudantes entregaram-lhe buquês de flores e puseram-lhe um lenço vermelho.

Acenando com a mão, ele felicitou cordialmente os participantes do ato que o aclamavam.

Acompanharam-lhe Jo Yong Won, Choe Ryong Hae, Pak Jong Chon e Ri Byong Chol, membros do Presidium do Bureau Político do Comitê Central do PTC.

Os quadros do Partido, do governo e do círculo militar que se formaram nas escolas revolucionárias participaram da ocasião junto com funcionários, professores, funcionários, alunos e graduados.

O Secretário-Geral fez um significativo discurso comemorativo.

Disse que o histórico de 75 anos de ambas as escolas é a trajetória em que o Partido veio cumprindo fielmente sua obrigação moral para com os mártires revolucionários e dedicando toda sua devoção à formação dos revolucionários de reserva considerando como vital a continuação da causa revolucionária, e avaliou de grandes os feitos que brilham na sagrada e longa trajetória das escolas que equivale à história da RPDC e a das forças armadas revolucionárias regulares.

Expôs sua grande confiança depositada nas escolas ao apontar que elas serão modelos e precursoras do país no ensino e darão forte impulso à causa socialista de estilo coreano colocando-se à frente das fileiras revolucionárias conforme sua importante missão e dever principal de forja de pilares centrais que se responsabilizam pela revolução do Juche e a sagrada causa do Partido.

Todos os participantes aclamaram e aplaudiram fortemente o Secretário-Geral que deu a diretriz imperecível que permite a ambas as escolas manter com firmeza seu caráter e natureza de escolas do PTC e garantir a dignidade e prosperidade eternas da nação e da revolução.

Em seguida, foi realizado o desfile comemorativo dos alunos.

O estimado camarada Kim Jong Un estimulou com a mão erguida os alunos, ficando muito satisfeito com a imagem corajosa e vigorosa deles que expunham sua decisão fiel de apoiar e seguir unicamente o PTC e defender a causa revolucionária do Juche.

Em seguida, visitou o museu da história revolucionária da escola.

Dar firme continuidade à artéria central da revolução com este palácio único no mundo para a educação dos filhos de mártires revolucionários e a grande casa da revolução, que assegura a juventude eterna de nossa causa, torna-se a maior riqueza e orgulho para nosso Partido, Estado e povo — disse ele.

Sublinhou que a ideia do CC do PTC sobre a formação dos revolucionários de reserva consiste em formar os filhos de mártires revolucionários como combatentes consequentes que continuem a ideia e fé e a tradição de fidelidade que tinham seus pais e convertê-los em membros nucleares da revolução e precursores de avanço e desenvolvimento.

Tirou uma foto de recordação com os professores, funcionários e alunos manifestando a esperança e convicção de que, sem nunca esquecer sua origem de descendentes de mártires revolucionários, desempenharão o papel de eixo no cumprimento da causa do Partido como dignos filhos do PTC que crescem tomando a água e o ar de Mangyongdae e assimilando o espírito do Paektu.

Terminada a sessão de fotos, voltaram a irromper as estrondosas aclamações e gritos de “Kim Jong Un” e “Defesa intransigente” em meio ao lançamento de fogos de artifício.

O ato comemorativo tornou-se um marco significativo que patenteou a disposição dos sucessores de apoiar com fidelidade absoluta a ideia e orientação do CC do Partido e lutar com abnegação pelo desenvolvimento integral do socialismo ao estilo coreano guardando no fundo de coração a confiança e amor cada vez maiores do Secretário-Geral pelos filhos de mártires revolucionários e demonstrou a continuidade e invencibilidade da causa revolucionária do Juche que se tornam mais firmes ainda que mudem as gerações.

Em vídeo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *