Hábeis táticas guerrilheiras que derrotaram o exército japonês

A luta armada anti-japonesa do povo coreano se desenrolou por 15 anos, nas piores condições em que não havia retaguarda estatal nem apoio de um exército regular.

O rival era um milhão de homens do exército imperialista japonês, armado até os dentes e que se gabava de ser o “poderoso dono” da Ásia.

Os inimigos menosprezavam o Exército Revolucionário Popular da Coreia como uma gota no vasto oceano. No entanto, comeram a poeira da derrota em cada batalha, graças aos originais métodos de combate guerrilheiro criados pelo grande Líder Kim Il Sung.

Foi em Hongqihe, em março de 29 (1940) da Era Juche, quando a força principal do Exército Revolucionário Popular da Coreia enfrentava o infame “corpo punitivo de Maeda”.

O chefe desta tropa, Maeda, tinha de uma “rede de busca da qual nem as formigas escapavam”, com a mobilização geral de todas as suas tropas, proclamando que o aniquilaria por completo.

Em 25 de março, o grande Líder Kim Il Sung decidiu exterminar essa camarilha inimiga perseguidora com a tática de atração e escolheu o vale de Hongqihe como local de emboscada.

Conforme planejado, os inimigos começaram a entrar na esfera de espera, seguindo as pegadas deixadas pelos membros do ERPC.

Quando estavam por completo dentro da área de emboscada, os guerrilheiros os esmagaram totalmente com poderoso fogo.

Contudo, os inimigos, ainda sofrendo a morte em massa, resistiram com tenacidade, protegendo-se com rochas e árvores, sem se render.

Percebendo esta situação a tempo, o grande Líder lançou outra nova operação para evitar perda humana do ERPC e aniquilar completamente os inimigos, concluindo, assim, o combate vitorioso.

Nesta luta, o ERPC colocou fora de combate 140 inimigos incluindo Maeda, que se autodenominava “Príncipe da punição”, prendeu cerca de 30 e apreendeu grande quantidade de materiais de guerra.

Entre os métodos de combate de guerrilha criados pelo grande Líder Kim Il Sung estão a tática de fazer os inimigos lutarem entre si, fazer barulho no Leste e atacar por Oeste, e marchar mil ris de uma vez por dia.

Ele saiu sempre vitorioso, enfrentando seus rivais com diferentes métodos de combate, levando em conta com precisão as relações de forças e as condições topográficas e climáticas.

Ele era realmente um estrategista militar notável que dominou o exército de um milhão do imperialismo japonês.

Voz da Coreia

Leave a Reply

Your email address will not be published.