Coreia do NorteDiplomaciaMilitar

Delegação militar russa percorre Pyongyang e se reúne com militares coreanos

Pyongyang, 27 de julho (ACNC) — O Ministro da Defesa, Sergei Shoigu, que lidera a delegação militar da Federação Russa em visita à Coreia para felicitar o 70º aniversário da vitória na Guerra de Libertação da Pátria, depositou no dia 26 uma cesta de flores aos pés das estátuas de bronze do Presidente Kim Il Sung e do Dirigente Kim Jong Il na colina Mansu da capital.

Estiveram presentes na cerimônia de homenagem o vice-Ministro da Defesa Nacional da RPDC, Kim Min Sop, o vice-Ministro das Relações Exteriores Im Chon Il e os integrantes da delegação russa e o embaixador extraordinário e plenipotenciário russo na Coreia, Alexandr Matsegora.

Foi colocado ali a cesta de flores em nome do Ministro da Defesa da FR.

Os participantes prestaram homenagem aos líderes antecessores coreanos que, com sua ideia e orientação extraordinárias e nobres personalidades, fizeram uma contribuição imperecível ao desenvolvimento constante da amizade Coreia-Rússia e ao cumprimento da causa de realização da independência no mundo inteiro.


Tiveram lugar no dia 26 na capital as conversas entre o Ministro da Defesa Nacional da RPDC, Kang Sun Nam, e seu homólogo da Federação Russa, Sergei Shoigu.

Participaram na ocasião o chefe da Direção Política Geral do Exército Popular de Coreia, Jong Kyong Thaek, e o vice-Ministro das Relações Exteriores Im Chon Il pela parte coreana, e pela russa, o vice-Ministro da Defesa, Aleksei Krivoruchko, o vice-Ministro das Relações Exteriores Andrei Rudenko e outros integrantes da delegação militar da FR e o embaixador extraordinário e plenipotenciário, Alexandr Matsegora, e os membros da embaixada russa na Coreia.

Ambas as partes chegaram ao consentimento total após a troca de opiniões sobre o tema de potenciar os laços estratégicos e tradicionais de amizade Coreia-Rússia em virtude do consenso histórico e acordos alcançados pelo estimado camarada Kim Jong Un e o respeitado Presidente Vladimir Vladimirovich Putin, e ampliar e desenvolver a amizade combativa e a cooperação entre os exércitos de ambos os países e acerca dos assuntos regionais e internacionais de interesse mútuo.

O diálogo transcorreu em um clima camarada e amistoso.


Sergei Shoigu depositou 26 uma oferenda floral diante do Monumento à Libertação.

Estiveram presentes na ocasião Kim Min Sop, Im Chon Il e os integrantes da delegação militar da FR e o embaixador extraordinário e Alexandr Matsegora.

Encontravam-se enfileirados no local os guardas de honra do Exército Popular de Coreia.

Foram interpretados os hinos nacionais da FR e da RPDC.

Enquanto ressoava a música da ocasião, foi depositada a oferenda floral em nome do Ministro da Defesa da FR.

Os participantes prestaram tributo aos mártires do exército soviético que, partindo do nobre espírito internacionalista, ofereceram suas vidas na sagrada guerra para a libertação da Coreia.

Em seguida, passaram em revista do monumento.


A delegação visitou Mangyongdae, acompanhada de Kim Min Sop e Alexandr Matsegora.

Os membros da delegação estiveram na cabana natal do Presidente Kim Il Sung, onde observaram atentamente os objetos de interesse histórico conservados ali, ouvindo explicações sobre a sagrada vida revolucionária dele que empreendeu na sua adolescência o caminho da revolução e acumulou proezas indeléveis pela prosperidade da pátria e pela causa da independência mundial ao derrotar em uma geração os dois inimigos imperialistas poderosos sob a bandeira do Juche e da independência anti-imperialista.

Sergei Shoigu escreveu no livro de visitas o seguinte:

“O lugar de interesse histórico-revolucionário de Mangyongdae mostra visualmente o profundo e sincero respeito do povo da RPDC pelo Presidente Kim Il Sung, que construiu no território coreano o primeiro Estado independente e preparou a base dos vínculos de amizade entre os nossos dois países.

Faço votos pela paz e bem-estar do povo da RPDC e por novos êxitos na construção do Estado socialista”.


O Ministério da Defesa Nacional da República Popular Democrática da Coreia ofereceu um banquete em honra à delegação militar da Federação Russa.

À recepção foram convidados os membros da delegação e o embaixador extraordinário e plenipotenciário russo na Coreia, Alexandr Matsegora.

Estiveram presentes Kang Sun Nam, Jong Kyong Thaek, o chefe do Estado-Maior-Geral do EPC, Pak Su Il, e outros comandantes do MINDEN e Im Chon Il.

Kang Sun Nam proferiu um discurso.

Kang deu outra vez cordial boas-vindas ao seu homólogo russo Sergei Shoigu que visitou Pyongyang como mensageiro de amizade com o exército e o povo coreanos no tempo significativo em que se acolhe solenemente o 70º aniversário da vitória na grande Guerra da Libertação da Pátria.

Sublinhou que esta visita será um marco significativo que manifesta o poderio da solidariedade combativa entre os exércitos e povos dos dois países, estabelecida na luta histórica contra o inimigo comum e consolidada ainda mais na frente conjunta contra as manobras de guerra de agressão das forças hostis.

Ao referir-se à história e tradição da amizade Coreia-Rússia, disse que a atual situação político-militar internacional em mudança brusca exige que os exércitos de ambos os países intensifiquem ainda mais a cooperação e colaboração no princípio de defesa dos direitos e interesses do Estado fazendo frente resoluta à criminosa estratégia de hegemonia mundial dos EUA.

Expressando o apoio total à luta justa do exército e povo russos por defender a soberania e segurança do país e reiterando a posição do EPC de estreitar mais ainda a cooperação e a solidariedade na mesma trincheira de luta anti-imperialista, desejou sinceramente os êxitos na construção de uma Rússia poderosa sob a direção do Presidente Putin.

Ato seguido, fez uso da palavra Sergei Shoigu.

Ele expressou agradecimento pelo acolhimento do exército e povo coreanos e felicitou calorosamente o 70º aniversário da vitória na Guerra da Libertação da Pátria.

Disse que o EPC, que continua gloriosamente a tradição de combate da geração respeitada, dissuade fidedignamente a ameaça das forças estrangeiras e toma parte ativa na construção econômica e nas tarefas para o melhoramento da vida populacional.

Assinalou que unido compactamente em torno ao seu Comandante Supremo, o EPC, ao incrementar constantemente seu potencial glorificando os méritos heroicos da Guerra da Libertação da Pátria, tornou-se o mais forte do mundo.

Convencido de que o povo coreano logrará novos êxitos na luta por construir uma pátria poderosa e próspera, expressou a vontade da Federação Russa de potenciar a cooperação multilateral com a RPDC que convém totalmente aos interesses dos povos de ambos os países.

O banquete transcorreu em um ambiente camaradesco e amistoso.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *