Coreia: país que prioriza o futuro

Às jovens gerações pertence o futuro do país e o destino da nação. Na Coreia socialista, especial atenção é prestada a preparar as novas gerações como fidedignos pilares da revolução e futuros protagonistas da mesma.

O Presidente Kim Il Sung disse o seguinte:
“O objetivo de nossa luta revolucionária consiste, no fim das contas, em assegurar às gerações futuras uma vida feliz.”

Pode ser uma imagem de criança e em pé
Na Escola Revolucionária Mangyongdae

Ele, que se referia às crianças como “reis do país”, desde sempre prestou muita atenção a elas.

No período da luta armada anti-japonesa, fez preparar, com o dinheiro deixado por sua mãe, Kang Pan Sok, novas roupas para os membros do Corpo Infantil de Maanshan, formou a União das Crianças Saenal, o Corpo das Crianças e outras organizações. Após a libertação da pátria, fundou a União de Crianças de Coreia, em 6 de junho de Juche 35 (1946), fez grandes esforços para buscar os filhos dos camaradas que caíram em combate, antes de encontrar os restos mortais de seus próprios pais, e em plena Guerra de Libertação da Pátria criou pessoalmente um órfão no Comando Supremo. No pós-guerra, construiu a escola para os órfãos de guerra e pôs em prática o ensino geral obrigatório de 11 anos para a população infantil, dispensando-as solícita atenção. Mais tarde, ele enviou mensagens de congratulações aos membros da UCC em seus aniversários de fundação e apresentou o slogan “Sempre esteja pronto para serem reservas construtores comunistas!”. No último período de sua vida revolucionária, ele participou da 5ª Conferência da UCC e teve uma sessão de fotos com seus participantes, onde disse que eles representam o futuro e a esperança do país e que nada deve ser poupado para eles, e se certificou de que os palácios, os corredores e os acampamentos das escolas fossem construídos como lugares mais belos do país. Sob sua atenção, a educação e os trabalhos para com as crianças foram desenvolvidos vigorosamente, de modo a provê-las de uma instrução completa e uma vida saudável e pavimentar seu caminho para um futuro radiante.

Dando continuidade à sua intenção de preparar o futuro do país concentrando atenção nas novas gerações, o Dirigente Kim Jong Il dedicou meticulosos esforços a provê-las de materiais e uniformes escolares, instalações culturais etc. Mesmo nos duros anos da Marcha Árdua (1994-1998) fez que continuassem a prover as crianças com lanches nutritivos e de qualidade. Por exemplo, em acato ao nobre propósito do grande Líder, o Dirigente Kim Jong Il enviou à Escola Revolucionária de Mangyongdae modernos equipamentos de educação e espécimes biológicos raros e atendeu com afeto paterno às condições de vida dos matriculados.

Na Coreia de Kim Jong Un, sobe a uma nova altura a política de atenção para com as crianças. Além de melhor acondicionar o Palácio de Crianças e Estudantes Mangyongdae, fazer modernizar os processos educativos e desenvolvê-los prestando minuciosa atenção à psicologia de cada criança, propôs, na III Sessão Plenária do VIII Período do Comitê Central do Partido, formular como uma política partidária o fornecimento às custas do Estado de laticínios e outros alimentos nutritivos às crianças de todo o país e propôs as tarefas detalhadas e meios para colocá-la em prática. Na ocasião, ele disse:

“À medida que se tornem mais difíceis as condições, devemos dedicar mais devoção às crianças e avançar firmemente com tal amor para o futuro do comunismo, este deve ser o modo de avanço e desenvolvimento da revolução coreana. Se todas as crianças que nascem e crescem nesta terra e as gerações futuras se alimentarem e crescerem bem nas condições favoráveis ​​desde sua infância, nossa sociedade se tornará mais vigorosa e dinâmica 20 ou 30 anos depois e crescerá ainda mais o poderio nacional da RPDC.”

Em fiel acato a essa decisão, foram tomadas medidas correspondentes em diferentes partes do país, dando prioridade à manutenção do bom estado nutricional das crianças. Por exemplo, na província de Phyong-an do Norte, dinamizou-se a emulação socialista para aumentar o número de cabeças de cabras leiteiras, logo após contabilização do número de crianças na província e da produção de leite. A província de Hwanghae do Sul fomentou a produção de várias fazendas de gado para fornecer laticínios ao berçário e orfanato de Haeju e aos jardins de infância e creches da mesma cidade e, ao mesmo tempo, possibilitou a mobilização permanente dos meios de transporte das cidades e condado para evitar interrupção na distribuição, etc.

Leave a Reply

Your email address will not be published.