Coreia do NorteRelações IntercoreanasReunificação

Assembleia Popular Suprema dissolve aparatos de trabalho com a Coreia do sul

Pyongyang, 15 de janeiro (ACNC) — A Assembleia Popular Suprema da República Popular Democrática da Coreia (RPDC) anunciou em 15 de janeiro uma resolução sobre a dissolução do Comitê para a Reunificação Pacífica da Pátria, a Direção de Colaboração de Economia Nacional e a Direção de Turismo Internacional ao Monte Kumgang.

O documento revelou que hoje, na Península Coreana, dois estados mais hostis estão em estado de guerra.

Indicou que não se pode alcançar nunca a reunificação com a República da Coreia que, durante quase 80 anos, definiu como sua política nacional a “unificação através da absorção” e “pela fusão de regimes”, que contraria evidentemente a linha da RPDC de reunificar a pátria no princípio de uma única nação, um único Estado e dois regimes.

Apontou que é um grave erro anacrônico continuar considerando a República da Coreia como contraparte de reconciliação e reunificação, que declarou a RPDC como “inimiga principal” e espreita a oportunidade de “colapso de seu regime” e “unificação através da absorção”, mantendo a crise incontrolável na Península Coreana em conluio com forças estrangeiras.

Reconhecendo a irrefutável realidade histórica e marcando a República da Coreia como o estado mais hostil à RPDC, a APS decidiu o seguinte:

Dissolver o Comitê para a Reunificação Pacífica da Pátria, a Direção de Colaboração de Economia Nacional e a Direção de Turismo Internacional ao Monte Kumgang, que existiam para o diálogo, as negociações e a cooperação entre o Norte e o Sul da Coreia.

O Conselho de Ministros da RPDC e outros órgãos correspondentes tomarão as medidas de trabalho para implementar esta resolução.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *