Coreia do NorteMilitarRelações Intercoreanas

ACNC denuncia novos exercícios militares conjuntos de envergadura sem precedentes

Pyongyang, 22 de agosto (ACNC) — Aproxima-se pouco a pouco da realidade a guerra termonuclear sem precedentes na Península Coreana.

Apesar de nossas repetidas advertências, os EUA e os fantoches sul-coreanos iniciariam no dia 21 os exercícios militares conjuntos de grande envergadura “Ulji Freedom Shield”.

Neste treinamento de guerra nuclear, que será realizado até o último dia deste mês com a participação de enormes forças agressivas, o país norte-americano mobilizou as equipes de guerra e as forças armadas localizadas na região da operação da Península Coreana e até forças espaciais de seu próprio território, pela primeira vez na história.

Espera-se que participem as propriedades nucleares estratégicas dos EUA como os porta-aviões e submarinos nucleares “B-1B”, “B-52H”, etc.

Acima de tudo, participarão deste exercício até os países delinquentes como Austrália, Canadá, França, Inglaterra, Grécia, Itália, Nova Zelândia, Filipinas e outros que haviam participado na guerra sob o rótulo de “Forças da ONU”, o que reveste mais caráter agressivo.

Os EUA e as forças hostis pretendem realizar neste prazo mais de 30 treinamentos conjuntos de mobilidade ao ar livre e outros exercícios de guerra agressiva anti-RPDC em todas as esferas de operação, incluindo terra, mar, ar e espaço.

No dia 18, os caudilhos dos EUA, Japão e o fantoche sul-coreano se reuniram na Residência Camp David, localizada perto de Washington, para detalhar, planejar e formalizar a provocação de guerra nuclear na Península Coreana e imediatamente desenvolveram as manobras militares para executá-la – eis aqui a periculosidade do caso.

Se forem implementados adicionalmente os artigos conspirados em Camp David neste treinamento onde se mobilizam todos os recursos humanos e materiais dos EUA e seus acólitos e forças seguidores, mais grande será a possibilidade de eclosão da guerra termonuclear na Península Coreana.

A situação criada demonstra que não é possível encobrir a periculosidade de “Ulji Freedom Shield” com palavras como treinamento “anual” e “defensivo”.

É óbvio que o presente ensaio de guerra, cujo tamanho e conteúdo são inéditos na história, no qual encenarão a “conquista”, “aniquilação”, “decapitação” e “extermínio” de alguém, tem como alvo a RPDC.

A situação atual exige de nosso exército uma reação ofensiva e esmagadora.

A vontade de punir as forças hostis que ameaçam de século em século a soberania de nosso Estado e o direito à subsistência de nosso povo aguarda o momento de explosão.

As forças da RPDC esperam a oportunidade chegar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *