Coreia do NorteDiplomaciaMilitar

𝐊𝐢𝐦 𝐉𝐨𝐧𝐠 𝐔𝐧 tem conversa com Putin; fortalecer a colaboração estratégica e tática…

Pyongyang, 14 de setembro (ACNC) — O estimado camarada Kim Jong Un, Secretário-Geral do Partido do Trabalho da Coreia e Presidente dos Assuntos Estatais da República Popular Democrática da Coreia, conversou, no dia 13, com o Presidente da Federação Russa, Vladimir Vladimirovich Putin.

Momentos antes, os dois dignitários tiraram uma foto de recordação diante das bandeiras nacionais de ambos os países.

E em seguida, tiveram início as conversas entre os máximos dirigentes de ambos os países.

Participaram da ocasião pela parte coreana a Ministra das Relações Exteriores da RPDC, Choe Son Hui, o marechal do Exército Popular da Coreia Pak Jong Chon, o Ministro da Defesa Nacional da RPDC, Kang Sun Nam, os secretários do Comitê Central do PTC, O Su Yong e Pak Thae Song, e o vice-Ministro das Relações Exteriores Im Chon Il.

Pela russa, estiveram presentes o Sinistro das Relações Exteriores Serguei Lavrov, o vice-premier do governo e Ministro da Indústria e Comércio Exterior, Denis Mantrov, o Ministro da Defesa, Serguei Shoigu, o vice-premier do governo, Alexey Overchuk, o vice-premier do governo e representante plenipotenciário do presidente no distrito federal do Extremo Oriente, Yuri Trutnev, o vice-premier do governo, Marat Jusnullin, o subchefe da administração presidencial e secretário de imprensa do presidente, Dmitri Peskov, o Ministro dos Recursos Naturais e Ecologia e presidente da parte russa da Comissão Intergovernamental Coreia-Rússia para a Cooperação no Comércio Exterior, Economia, Ciência e Tecnologia, Alexandr Kozlov, o Ministro dos Transportes, Vitaly Saveliev, e outros quadros dirigentes, os funcionários interessados e o embaixador extraordinário e plenipotenciário russo na Coreia, Alexandr Matsegora.

Dando calorosa boas-vindas ao estimado camarada Kim Jong Un por sua outra visita à Rússia neste ano significativo do 75º aniversário da fundação da RPDC e do estabelecimento das relações diplomáticas Rússia-Coreia, o Presidente Putin expressou sua alegria pelo encontro com ele no Cosmódromo Vostochny.

O camarada Kim Jong Un agradeceu novamente ao camarada Putin pelo seu convite à delegação da RPDC em um tempo importante e sua recepção desde o início da visita.

Disse que se alegra com esta oportunidade que lhe fez conhecer mais detalhada e profundamente a realidade e o futuro da Rússia, potência espacial, no Cosmódromo Vostochny ao que presta profunda atenção o camarada Putin.

O governo da RPDC mantém a invariável posição de conceder capital importância às relações Coreia-Rússia e desenvolver como sempre a tradição de amizade bilateral de profunda raiz — afirmou e manifestou a segurança de que a presente visita será uma oportunidade significativa para levar a uma nova altura as relações de cooperação entre os dois países.

Os máximos dirigentes discutiram o tema de consolidar os laços de amizade, solidariedade e cooperação e fomentar a confiança mútua ao aprofundar o intercâmbio e cooperação multilaterais em vários domínios, incluindo as visitas de alto nível entre ambos os países.

Houve uma troca ampla e profunda de opiniões sobre os problemas importantes de interesse mútuo e se acordou em fomentar o bem-estar dos povos de ambos os países e seguir ampliando as relações bilaterais de caráter integral e construtivo mediante os esforços conjuntos.

Após a reunião, tiveram lugar as conversas privadas entre o estimado camarada Kim Jong Un e o Presidente Putin.

O estimado camarada Kim Jong Un avaliou altamente o desenvolvimento favorável das relações Coreia-Rússia no princípio de amizade, boa vizinhança e respeito mútuo e de acordo com a aspiração e desejo dos povos de ambos os países.

Os dois mandatários trocaram opiniões profundas sobre os sucessos notáveis e as experiências de cooperação construtiva, que se obtêm em todas as esferas da política, da economia, dos assuntos militares e da cultura para alcançar os objetivos estratégicos de construção de um Estado poderoso, e o rumo de desenvolvimento posterior pela prosperidade estatal e o bem-estar dos habitantes dos dois países.

Chegaram ao acordo satisfatório e à identidade de critérios após debaterem francamente os artigos de cooperação imediata e os problemas importantes surgidos em defender a soberania e interesses de desenvolvimento do Estado, a paz e segurança da região e do resto do mundo e a justiça internacional estreitando a colaboração estratégica e tática, apoiando-se e solidarizando-se fortemente e unindo as forças na frente comum para frustrar a ameaça e provocações militares e o despotismo e arbitrariedades dos imperialistas que tentam acabar com a independência, o progresso e a vida pacífica da humanidade.

As conversas transcorreram em uma atmosfera camaradesca e construtiva.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *