Os desertores da Coreia do Norte, O que sabemos sobre eles?

De onde surgiu esse debate Sobre a Coreia do Norte ser um país horrível onde barbaridade acontecem todos os dias?

Isso teve começo nos anos 90 em diante, mesmo depois que a Coreia se tornou independente do japão ela teve de enfrentar os Estados Unidos ao ser dividia ao meio, e a parte sul foi ocupada pelas tropas dos Estados Unidos, e lá estão até hoje, esse conflito foi devastador pro povo Coreano, milhares de Coreanos foram dizimados pelos bombardeios americanos e centenas de milhares foram executadas em valas abertas.

Para entender melhor sobre como foi a Guerra da Coreia, recomendamos esse texto aqui:

Eu vi a verdade na Coreia – o horrível relatório de Alan Winnington sobre assassinatos em massa e atrocidades nazistas perpetradas pelas forças dos EUA e por seu fantoche Syngman Rhee na Coreia – 1950

Desde então a Coreia do Norte tem sofrido muita difamação e teorias mirabolantes pelo aparato de propaganda e midia dos EUA, isso porque os Estados Unidos pela primeira vez tinha sido derrotado em uma guerra, e não foi uma guerra qualquer, os Estados Unidos liderava uma Coalizão com outros 17 países para dizimar a Coreia do Norte e anos depois teve que parar com a guerra por desgaste e assumir sua derrota.

Desde então os Estados Unidos e aliados tem usado a guerra híbrida para derrubar o governo da Coreia do Norte.

A Guerra nunca encontrou seu fim entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, os Estados Unidos ainda têm 37 mil tropas em suas bases na Coreia do Sul, como também blindados, helicópteros, navios, misseis e aviões de guerra.

Anualmente os Estados Unidos em conjunto com as tropas da Coreia do Sul fazem exercícios militares na Costa simulando uma invasão a Coreia do Norte. Os EUA nunca aceitaram o acordo de paz, isso provoca uma instabilidade constante na península.

E esta guerra impossibilita os dois lados de discutir a paz e a eventual unificação do país.

O Que isso tem haver com os desertores e a Coreia do Norte hoje?

Por conta disso tudo, compreendemos de forma clara e repleta de inúmeras evidencias de que a guerra está sendo travada de forma sutil até os dias de hoje, desde os anos 80 o papel importante que a CIA tinha foi substituído por uma organização mais poderosa em desestabilizar outros países, Porem a maquina continuou trabalhando e mais forte do que nunca.

Ela ainda faz seu jogo sujo em todo canto, mas quem substituiu ela como ferramenta para dar golpes, desestabilizar países e mudar a opinião pública interna provocando uma revolução colorida foram as “Ongs” e vamos dar alguns exemplos:

NED — National Endowment for Democracy ; é uma agência dos Estados Unidos fundada em 1983 com o objetivo declarado de promover a democracia no exterior.

Porem na Prática a NED se tornou a nova CIA sobre essa atuação, atuou desde os anos 80 na derrubada de inúmeros governos e tentativas de golpes em muitos países no mundo.

A NED é financiada diretamente pelo governo dos EUA e é assumidamente reconhecida pela CIA como sua sucessora na prática.

Philip Agee ex agente da CIA deu uma entrevista nos anos 90 e disse:

A CIA hoje em dia (anos 90) não precisa mais ficar atuando por detrás dos bastidores atrapalhando no processo das eleições locais injetando dinheiro aqui, construindo coisa ali, porque agora eles conseguem trabalhar no “psicológico” que é esse National Endowment for Democracy — NED

E isso foi confirmado por um dos fundadores da NED ao jornal the washington post nos Estados Unidos em 1991.

Ele disse:

“Muita coisa que nós fazemos hoje era feito pela CIA a 25 anos atrás disfarçadamente.”

 

Image for postImage for post

 

Quais são as outras organizações que estão ligadas a NED?

  • World Uyghur Congress – China
  • Tibet Action Institute – China
  • ChinaAid – China
  • Citizens’ Alliance for North Korean Human Rights – Coreia
  • Now Action & Unity for Human Rights – Coreia
  • Transitional Justice Working Group (TJWG) – Coreia
  • Unification Media Group (UMG) – Coreia
  • Helping Hands Korea (HHK) Coreia
  • Center for International Media Assistance
  • Human Rights Watch
  • Freedom House
  • National Democratic Institute
  • International Republican Institute
  • Solidarity Center
  • Radio Free Asia
  • Foundation Center
  • Ford Foundation
  • Think Tank Initiative
  • Open Society Institute Think Tank
  • ONU – Sim, a ONU financia a NED.

eu sei, muita coisa nê? na verdade isso não é nem a metade, porem muitos grupos pequenos ou pessoas influentes em dezenas de países ocuparam os lugares de eventuais organizações maiores.

Ou seja, essas organizações que atuam como “independentes” na verdade todas fazem parte da mesma arvore que tem como sua semente o montante de dinheiro diretamente do governo americano, de grandes corporações e indústrias que financiam algumas dessas organizações acima que ou trabalham pra NED ou financiam a NED, ou seja…

É uma enorme lavagem de dinheiro na frente de todo mundo.

Fazem isso para sustentarem sua produção de propaganda imperialista ““apartidária””.

Muitos países foram afetados pela NED e seu conglomerado financeiro e midiático.

Vamos dar uma olhadinha?

  • Golpe no Haiti de 2004
  • Quando a Ditadura do Chile tinha se tornado uma dor de cabeça para os EUA nos anos 1985 a NED chegou no Chile pra ajudar a oposição a derrubar o governo que eles tinham colocado lá.
  • Nicarágua após a queda da ditadura de Samoza que era apoiada pelos EUA, na década de 1980 NED entrou com tudo na Nicarágua para sabotar o governo socialista revolucionário implantado no país após o fim da ditadura. as atividades da NED deram resultados no início da década de 90 e a direita tomou o poder novamente.
  • Crise constitucional de Honduras de 2009.
  • Tentativa de Golpe em Cuba em 2004.
  • Treinamento de grupos que foram creditados por treinar ativistas no Oriente Médio , especificamente Egito e Tunísia.
  • Atuou na Rússia ajudando Boris Yeltsin a ser eleito em 1996.
  • Atuou na Mongólia interferindo nas eleições do país em 1996.
  • Tentativa de Golpe na Venezuela em 2002.
  • Atuou na Ucrânia em 2014 no levante de neonazistas para a grande midia.
  • Atuando e financiado quase que completamente o movimento de separatistas anti-China em Xinjiang.
  • Exposição de documentos e desertores da Coreia do Norte com testemunhos falsos para impulsionar sanções contra a Coreia do Norte e destruir sua economia.

Da pra ir MUITO alem, mas é complicado coletar tanto material de tantas organizações ligadas a NED que acabam fazendo a mesma coisa.

Então quando pesquisamos a fundo dentro dessas organizações, encontramos ligações com outras organizações, que ligam a outras que ligam a grupos industriais e no final ao governo americano.

Sim! a gente sabe… parece coisa de filme mesmo!

Vamos falar um pouco sobre os desertores da Coreia do Norte agora?

A CIA (NED) e a NIS na Coreia do Sul tentaram durante décadas produzir esses desertores, a maioria não dava muita coisa, não chegava a afetar a Coreia do Norte, porem tiveram alguns que com um comportamento mitomaníaco e bastante dinheiro envolvido dessas organizações e indiretamente o próprio governo da Coreia do Sul e dos Estados Unidos, conseguiram chegar ao palco internacional, receberam até aulas de inglês para discursar na frente das camearas.


Após ler esses dois artigos acima e os documentários que tem dentro dos artigos, vocês ja vão ter uma ideia mais clara sobre como funciona um pouco desse sistema.

Poxa mas então todos os desertores estão mentindo? isso tem cheiro de teoria conspiratória em! não faz sentido…

Nem todo mundo consegue assimilar isso de primeira, e menos ainda quem realmente não tem um interesse em uma genuína desconstrução do que aprendemos de errado. afinal é mais que evidente que a esmagadora maioria das coisas que acreditamos que aconteça na Coreia do Norte se mostrou não ser bem assim no final das contas ou serem simplesmente mentiras bem contadas.

Como funciona então, todos os norte-coreanos que estão na coreia do Sul fazem parte desse esquema?

Evidentemente que não.

Porem desde o momento em que os norte-coreanos chegam na Coreia do Sul como “desertores” eles já estando andando na esteira da fábrica ideológica anticomunista, porem a grande maioria não chega nem a ir aos programas de TV sul-coreanos.

Como isso funciona?

O advogado Jang Kyung-Ook que é bem conhecido por lidar com os casos dos desertores do Norte deu uma entrevista explicando o processo que os norte-coreanos passam no sul em sua chegada.

 

Image for post

“Quando os norte-coreanos chegam na Coreia do Sul o governo decide se aceita eles ou não, se o dinheiro de impostos serão usados para acomoda-los ou não, para moradia e coisas assim, já que eles não tem dinheiro quando chegam aqui, isso tudo é conduzido através de investigações no Centro de Detenção do NIS.

Quando você esta sendo investigado você fica sozinho durante o dia, mas no resto do dia os desertores ficam detidos numa cela com outra pessoa, nesse sentido até melhorou, porque antes eles ficavam em solitárias.

Eles ficam no mínimo uma semana e vai até no máximo 6 meses, eles analisam desde a chegada da pessoa no país o nível de identificação/Fidelidade que eles tem com o Norte.

Se um desertor ficar mais de 3 meses ele(a) vai ser produzido para a midia como um espião para fomentar a indústria militar e dos centros de inteligência do país.

Pois quando você é posto em confinamento por tanto tempo, mês após mês após mês você fica maluco, você fará qualquer coisa que um agente te mandar, os desertores são mantidos no que se parece ser uma instalação secreta sua localização é escondida nas montanhas e se você se aproximar dos portões os agentes gritam, “desliguem as cameras” a instalação costuma ter arames eles se livraram deles agora, mas da primeira vez que eu fui la, eles os tinham.

 

Image for post

O NIS chama esse lugar de “abrigo temporário” para a “proteção” dos desertores, mas na realidade eles estão sendo encarcerados é como se essas instalações se tornaram fábrica de espiões, antes a NIS usava confinamento sem calendários e sem acesso a visitantes.

Os Desertores apenas passavam tempo com agentes investigativos que os abusavam verbalmente e os ameaçavam, desertores são postos nesse processo investigativo desumano, depois desse processo, depois de provarem que não são espiões apenas depois desses processos, desertores são postos em uma escola de assentamento, porque são de uma sociedade socialista, eles não sabem viver numa sociedade capitalista como a coreia do sul, eles aprendem tudo isso em uma escola chamada Hanawon.

Quando você vai em uma livraria lá você só encontra livros criticando os lideres da coreia do norte, lá todo filme ou série de TV os ensinam totalmente o oposto do que os desertores sabem. você pode enxergar isso como uma genocídio cultural, e eles fazem os desertores odiarem tudo sobre a coreia do norte.

A existência de desertores para o governo sul coreano é usado para destruir a coreia do norte para perpetuar as tais “violações dos direitos humanos na coreia do norte” como uma ferramenta política, então o governo da coreia do sul age como se eles estivessem acolhendo esses desertores para parecer como se eles estivessem fugindo para encontrar a liberdade, O governo sul coreano atrai desertores infinitamente por conta dessa falsa propaganda.

E através de desertores, fazem “Inteligência humana” , e não são verdadeiros também, você sabe quantos desertores mentem? e dão inteligência falsa para servirem como ferramentas politicas? e de novo, desertores são transformados em espiões e usados como ferramenta para ativismo anti norte.”

Como conseguimos separar os desertores?

Abaixo fizemos uma pirâmide dos desertores para tentar explicar melhor.

 

Image for post

O Número 1 da pirâmide:

Que seria basicamente a esmagadora maioria dos norte-coreanos vivendo na Coreia do Sul, dezenas de milhares!

Essas dezenas de milhares que vivem sua vida normalmente, se matando para trabalhar e ter uma condição de vida minimamente descente.

Por mais que pelos diversos motivos apresentados já nesses artigos eles tenham desenvolvidos antipatia ideológica com o Norte ainda assim a grande maioria do número 1 sente falta da vida que vivia no norte.

O Número 2 da pirâmide:

Que seria basicamente algumas centenas de norte-coreanos que mentem sobre o Norte na televisão e tendem a se vender para realizar atividades com interesses políticos anti coreia do Norte

Em sua maioria eles tem uma mente já queimada pelo sistema sul-coreano, e pela realidade que vivem, muitos grupos sociais sofrem preconceito na Coreia do Sul, mas nenhum deles se comparam com um norte-coreano, por isso é importante compreendermos que eles são as vitimas dessa historia, muitos realmente se tornaram tão ignorantes ao ponto de acharem que aquilo que eles estão falando é real e alguns até acham que o que estão fazendo é para um bem maior.

A Jon Hye Song uma norte-coreana que viveu alguns anos como desertora na Coreia do Sul contou um pouco da sua experiência no país e como ela foi usada de propaganda anti-RPDC.

 

Image for post

Eu fui para a coreia do Sul em janeiro de 2014 e retornei para o Norte em junho de 2017.

Agora eu estou vivendo em Munbong-dong na cidade de Anju na província de Phyongan Sul junto com meus pais.

Quando eu fui para o sul estava iludida que poderia ter muito dinheiro e uma alimentação rica, com a ideia de viver uma vida de rica sozinha.

Mas desde o início eu percebi que o sul não era o lugar que eu imaginava.

Eu tive que trabalhar em bares e outros lugares para ganhar dinheiro mas não foi como eu desejava.

O único tratamento que pode-se esperar para mulheres como eu que traiu minha terra natal era apenas a dor física e mental na sociedade do Sul em que tudo é decidido pelo dinheiro. Assim sendo, apareci no “Clube Moranbong”, um programa de TV anti-RPDC da “TV Chosun” com intenção de ganhar dinheiro fazendo alguma atuação

Essa era eu na TV

 

Image for post

Depois que desertei para o sul eu estava interessada em ganhar dinheiro através de atuação.

Conheci uma mulher chamada Park Ha Yong que me botou como atriz na TV.

Para passar no teste eles me fizeram cantar uma música, tocar guitarra e fazer narrações e me perguntaram sobre minha experiência no norte e coisas do tipo. Depois eles me falaram que passei no teste e em dezembro de 2016 fiz minha primeira aparição no mesmo mês.

Mas eu fui levada a pensar que se eu falo bem neste clube, poderia ser atriz de filme e ficaria famosa. Então quando aceitei fazer a performance não pensei no crime que esta cometendo. A Produção me disse para não dizer nenhuma palavra positiva ao norte e usar intonação do norte, e eles também tratavam os desertores com ignorância para dizerem mentiras.

Enquanto estive no Sul fui obrigada a usar nome falso de Lim Ji Hyon, quando apareci no Clube Moranbong também usei esse nome…

Uma das minhas primeiras mentiras no programa foi quando me perguntaram se as crianças trabalham em vez de irem para a escola no norte, para não desaponta-la, disse que sim e contei uma historia falsa da minha infância onde deixei de ir para a escola para transportar garrafas de vinho para ganhar algum dinheiro. Eu menti dizendo que muitos fazem roupas e alguns fazem vinho em vez de estudarem.

Eu tive de concordar com isso porque se não eu seria reprovada no teste.

A Produção me instou mentir com outra desertora chamada Jang Yu Jong, era para falar que nós eramos amigas de “prisão” e foi lá que nos conhecemos e depois fugimos para a Tailândia.

 

Image for post

Eu tinha dito “Nós eramos estranhos aos outros. Eu não conhecia Yu Jong antes da prisão. Eu cheguei antes dela. Nunca é uma simples coincidência para desertores se encontrarem no mesmo lugar após sair do Norte”.

Então eu disse mentiras, que essa Jan Yu Jong não era muito familiar e tornou-se amiga e que compartilhei uma maçã e um ovo com ela.

Eu tive que contar que quando estávamos na Tailândia escutávamos e dançávamos as musicas sul-coreanas.

Então Jan disse que, enquanto estava na prisão do norte, ela fez uma apendicectomia, mas a operação era tão pobre que ela teve inflamação.

Eu fiquei muito surpresa ao ouvir suas mentiras.

 

Image for post

O que ela me disse antes é que quando ela tinha 14 anos e fez operação, mas como fazia taekwondo, acabou machucando e teve inflamação.

Ela nunca me disse que esteve em uma prisão ou teve malnutrição.

A Produção nos dá um script.

A equipe do programa disse para todos os desertores seguirem o scipt (Roteiro) do início ao fim com as coisas que não conhecemos.

E cada uma usava um roteiro diferente, em uma das vezes eu fiquei com um roteiro escrito “fale sobre os remédios que você usou quando estava no norte” e especificavam qual.

Mas o roteiro dos apresentadores era diferente, quando eu falava que usei alho para prevenir do frio ele (o apresentador) dizia que a medicina no norte é bem primitiva e estava no roteiro dele as falas.

O roteiro continha difamações para ferir a imagem da RPDC e da liderança do país, quando eu reclamei, dizendo “eu não posso fazer isso, eu nunca prometi fazer declaração politica” ele olhou diretamente pra mim e disse, “quem quer fazer esse tipo de coisa?” nunca é fácil ganhar 400.000 won.

Eu trabalhei por um tempo em bares e ruas na coreia do sul, então eles me alertaram que precisava ver como no norte as coisas eram tão atrasadas conhecendo o sul, mas eles não sabem nada sobre o norte.

Mais tarde eu apareci no programa chamado “Kukbang TV” eu falei mal do nosso exercito “eles são a elite monetária e controla a comida” seguindo o roteiro.

Todas as mulheres optam por viver uma vida pobre nas ruas e bares na coreia do sul.

Muitas vezes cobrem seus rostos.

Os cooptadores dizem que estão preocupados com sua segurança e sua família, mas eu só os vi mentindo.

Quando vi que outros norte-coreanos estavam conseguindo voltar para a pátria eu não pensei duas vezes, me senti um lixo tendo que cometer crimes todos os dias, vivi uma vida pobre na coreia do sul e chorava todos os dias em casa no meu quarto frio com saudade da minha família e da minha pátria.

Eu me sinto envergonha de olhar para o céu azul em minha pátria sabendo dos meus crimes espero do fundo do meu coração que a Kim Ryon Hui e o Kwon Chol Nam consigam voltar para a pátria.

 

Image for post

 

Image for post

A desertora Norte-coreana Kim Ryon Hui já deu uma entrevista também, onde conta mais sobre o sistema dos desertores nos programas de TV, onde eles criam toda essa história de violações dos direitos humanos.

 

Image for post

Vamos ver essa entrevista?

“São os desertores que dizem que há violações de direitos humanos na Coreia do Norte.

Mas temos que examinar bem esses desertores.

Há um programa chamado “A Caminho de te Ver” aqui na Coreia do Sul, é um programa que mostra desertores e suas historias.

Os Sulistas nunca estiveram no Norte, certo?

Mas de alguma forma sabem mais sobre o Norte que eu. Uma cidadã de Pyongyang

Como?

Quando você assiste esse programa em que as estrelas são desertoras

 

Image for post

Image for post

Image for post

“ A Coreia do Norte precisa ser destruída”

“Nós temos que libertar os norte-coreanos e lhes dar liberdade”

O Programa “A Caminho de te ver” vai ao ar 4 vezes por mês, um episodio por semana.

E dois episodios são filmados em uma gravação, então 2 dias de filmagem correspoondem aos 4 episodios do mês.

O pagamento por 2 dias de trabalho é 2.000$.

Nenhum trabalhador, não importa quem, tivesse um trabalho que paga 2 mil dolares por dois dias, o que eles fariam?

Eles fariam o maximo para manter esse trabalho

Mas, “A Coreia do Norte vive sob extrema pobreza”, “Nós passamos fome e frio” são testemunhos que não te mantem no programa.

é mais dificil que se mantem em um trabalho da Sansung ou outra corporação.

Você vai precisar de muito mais do que “Eu estava com fome e comi uma pessoa” ou “Eu dei a luz a um bebê mas porque ele era deficiente o governo o enterrou vivo”.

Apenas esse tipo de relatos te garantem uma vaga no programa “oh esse cara é realmente persuasivo, Vamos contrata-lo”.

Eu tenho um amigo que recebeu uma ligação desse programa, esse amigo foi pego 3 vezes enquanto tentava viver na china ilegalmente porem as autoridades pegaram ele todas as vezes, e quando o programa descobriu eles o chamaram e perguntaram ao meu amigo se ele podia ser parte do elenco “nós ouvimos que você foi pego 3 vezes, tudo que precisa fazer é nos contar essa historia”, então meu amigo respondeu “eu não tenho ideia do que os outros desertores estão falando no seu programa, eu fui pego 3 vezes mas nunca tive a experiencia dos outros desertores do programa, eu não sei de que país eles estão falando” Essa foi sua resposta, então o funcionario do programa disse “senhor, você não pode falar esse tipo de coisa” e disse “ Não se preocupe nós daremos um roteiro. É só você ler em voz alta” e então meu amigo disse “não sou inteligente o suficiente para memorizar” e então o funcionario desistiu e desligou.

Então o programa tem um roteiro já preparado e quando o desertores não sabe o que dizer um roteiro é dado para preencher o espaço, então eles pegam uma pitada de verdade, como meu amigo sendo pego 3 vezes e pegam isso e colocam um monte de mentira em cima disso e isso se torna a nova realidade, se torna a nova verdade.

Eu penso que é muito infeliz, há uma mulher no programa chamada Lee e essa mulher diz no programa: “eu tive que dar a luz em uma mina e cortei o cordão umbilical com um pedaço de vidro do chão e uma senhora que estava passando rasgou um pedaço de sua roupa para cobrir o bebê”

Nesse mundo, não importa em que país você vive, seja você europeu, africano ou quem seja, se você é um ser humano e pergunta a qualquer um se ele já deu a luz “como você pode parir dentro de uma mina e cortar o cordão com um vidro do chão?”

Nenhuma pessoa vai responder “Sim”, recem nascisdos não tem um sistema imunologico apropriado, uma pequena infecção mataria o bebe, se uma mãe parir e cortar o cordão com um pedaço de vidro parece inimaginavel.

Mas os sul-coreanos sofrem uma lavagem cerebral tão grande que “verdades e mentiras” “normal e anormal” eles não conseguem diferenciar essas coisas, eles apenas absorvem tudo, e eles vão acreditar sobre tudo da Coreia do Norte e vão chorar e dizer coisas como “nós temos que libertar o norte imediatamente”

Os Sul-coreanos realmente pensam assim.

Resumindo: os norte-coreanos que estão no número 2 da pirâmide são os norte-coreanos que participam ativamente na máquina de mentiras e que afeta cada vez mais os coreanos do primeiro estágio da pirâmide, que são os coreanos que acabam de chegar no país.

Número 3 da pirâmide:

Que seria basicamente algumas dezenas de norte-coreanos que por um comportamento mitomaníaco e uma boa atuação conseguiram chegar no palco da midia internacional na propaganda anti-RPDC.

Como Park Yeon-mi, Shin Dong-Hyuk e algumas dezenas de outros desertores internacionalmente conhecidos por seus relatos inventados, começaram com pequenas mentiras e terminaram criando uma realidade completamente diferente.

Porem todos eles se baseiam no mesmo sistema, falam coisas parecidas em níveis diferentes de desenvolvimento.

Por exemplo Shin Dong-Hyuk escreveu um livro contando como foi viver no campo de concentração 14, livro esse que foi vendido no mundo inteiro em vários idiomas, mas ele anos depois admitiu que grande parte do que ele disse era mentira após um documentário da sua família amigos e vizinhos virem a publico falando sobre sua vida o que levou o relato do Shin Dong-Hyuk ficar completamente confuso, relato esse que inúmeros desertores já tinham ido a publico falando que era impossível aquilo ser verdade, que ele tinha inventando.

O Documentário mostra também Yun Yong Ok (mãe) e Ri Un Ha (Filha) indo a publico dizendo que no ano de 2001 Shin estuprou sua filha de 13 anos voltando da escola, ela disse que sua filha ficou estudando até tarde para a prova e ao voltar pra casa foi abordada pelo Shin Dong-Hyuk que cometeu tais crimes.

De acordo com o relato da mãe, a filha parece ter traumas e por causa disso e não pensa em se relacionar com alguem.

 

Image for post

Isso aconteceu alguns anos antes de Shin Dong-Hyuk ter fugido do país, não temos mais informações, sobre quando isso veio a publico e ele foi formalmente denunciado e se isso tem relação com sua fuga, pois estupro e pedofilia leva a pena de morte no país socialista, e Shin que nasceu em 1980 já era adulto na época.

Porem com seu relato falso, Ele até foi premiado da ONU e começaram uma nova onda de ataques e difamações contra a Coreia do Norte que posteriormente a mesma comissão que usava o relato de Shin como fonte primaria acabou descartando seu livro após ele admitir ter mentido em grande parte do livro, porem a comissão continuou como se nada tivesse acontecido, apenas trocaram um material grande com muitos detalhes FALSOS por vários relatos de norte-coreanos desertores na coreia do sul porem com quase nenhum detalhe ou apenas com assinatura deles.

 

Image for post

 

Image for post

Ou seja, os Norte-coreanos que estão no Número 3 da pirâmide são os ativistas mais famosos que acabam virando os mascotes na luta contra a Coreia do Norte, porem a grande maioria dessas figuras estão relacionadas com famílias criminosas como Park Yeon-mi e Shin Dong-Hyuk.

A Família de Park era ligada a trafico de metais não ferrosos e fugiram da Coreia para depois começar a difamar o país.

A Família de Shin Dong-Hyuk, o irmão e a mãe são assassinos que mataram a vizinha e tentaram esconder o corpo, porem foram denunciados pelo pai de Shin. O Irmão e a mãe dele foram condenados a pena capital por ser um crime de homicídio com agravantes.

Shin tem em suas costas acusações roubo e as de estupro e pedofilia, mas não chegou a ser julgado no país, seu pai, tio e familiares ja participaram de um documentário na Coreia do Norte onde o tio dele falou que se ele voltar pra RPDC ele mesmo vai matar o sobrinho, pois Shin virou um monstro aos olhos da família, Já o pai só queria que o filho voltasse pra casa, pois considera o pior crime de Shin o de ter fugido do seu país e virado uma arma de forças estrangeiras.

Um resumo do artigo: Quando um norte-coreano acaba por algum motivo na Coreia do Sul, ele passa por uma prisão onde sofre interrogatórios intensos e constantes sobre sua vida no Norte.

Após serem liberados os norte-coreanos são obrigados a frequentar uma escola de praticamente lavagem cerebral,

Você assiste vídeos que falam mal da Coreia do Norte, vê fotos falsas e algumas completamente tendenciosas e sem contexto. Também assiste aos vídeos dos ‘desertores’ contando como foi sua experiência no Norte

Após alguns meses você vai evidentemente já ter sido empurrado a se questionar tudo que você viveu e aos poucos começar a desfigurar boa parte das suas lembranças no norte para algo distorcido de forma tendenciosa e pode até criar lembranças que você nunca teve.

Parte desse material é produzido pelas organizações internacionais citadas no começo do texto em conjunto com o número 2 e 3 da pirâmide que são os norte-coreanos que vivem por conta do “ativismo” anti-norte para ganhar dinheiro, seja para sobrevivência ou para se enriquecimento.

Na Coreia do Sul as pessoas são proibidas de falar bem da Coreia do Norte, ou seja, não existe debate!

Alem dos documentários que ja estão no conjunto desse artigo, ainda temos O Documentário “To Kill Alice” que mostra como as instituições na Coreia do Sul perseguem qualquer suspeito de falar bem da Coreia do Norte, fazendo assim o tópico se tornar um tabu e apenas ser abordado de forma sensacionalista e muitas vezes falsa em programas de TV onde alguns Desertores contam “sua historia” de vida.

Ou seja, é uma fábrica perfeita para desenvolver uma narrativa que não é questionada.

Conseguem chutar quem fala bem e quem fala mal da Coreia do Norte?

como mostramos nesse artigo, existe um mercado de muito sucesso para quem deseja uma vida mais facil apenas soltando qualquer absurdo na internet para gerar alcance.

Enquanto isso a grande maioria dos desertores da Coreia do Norte que nâo ficam na frente da televisão mentindo sobre seu país de origem acabam tendo que viver uma vida na periferia, favelas, sofrendo por desemprego, preconceito e a taxa de suicidio dos desertores da Coreia do Norte na Coreia do Sul é muito mais alto do que para um sul-coreano, é uma vida muito dificil e parte deles, os que tem uma mente mais fraca e não se preocupa em vender seu carater, conseguem fazer bastante dinheiro na internet.

 

Image for post

Rafael Pardan, KPR – Kpop pela Reunificação

Leave a Reply

Your email address will not be published.