O povo está desarmado na Coreia?

Muito se afirma pelos imperialistas que os comunistas defendem que o povo esteja desarmado para, deste modo, estabelecer uma ditadura e não correr o risco de sofrer levantes populares armados. E com a RPDC não é diferente. Dizem, mas como sempre, sem nenhum embasamento, que o povo não pode pegar em armas, e assim, não podem reagir a uma “ditadura”. Mas o que de verdade há nisso?

Afirmar algo desse gênero é, de primeira, para quem ouve, algo sem sentido. Afinal, mesmo que não seja um estudante do assunto, sabe que a RPDC é um país que dá muita importância aos assuntos militares e ao seu exército. Devido à situação de constante ameaça e tensão com o ocidente, todo o povo na RPDC é treinado para estar preparado para entrar em guerra a qualquer momento. E a pergunta é: Está desarmado um povo que possui íntimas ligações com seu exército, sendo ele composto por quase toda a população? Além disso, precisamos também mencionar a existência das forças armadas civis. A Guarda Vermelha Operário-camponesa é uma força paramilitar criada pelo Presidente Kim Il Sung, em 14 de janeiro de 1959. É composta majoritariamente por camponeses, tendo, portando, mais atuação nas zonas rurais. Eles realizam seus treinamentos de acordo com suas organizações em cada província, e recebem os armamentos do Departamento de Assuntos Militares. Contudo, possuem menos controle sobre eles que o EPC. Eles também tomam parte nos desfiles militares, levando também equipamentos agrícolas adaptados a confronto real de guerra, mostrando grande criatividade. Desenvolveram, além disso, diversos lançadores de mísseis por si mesmos.

Temos também a Guarda Vermelha Juvenil, que é também uma organização paramilitar, voluntária de estudantes, que desempenham seus deveres na defesa nacional, bem como seu dever básico de estudar. Ela foi fundada em 1970 também pelo Presidente Kim Il Sung. Seu importante dever é defender a frente campesina com a Guarda Vermelha Operário-Camponesa, caso os agressores iniciem uma guerra.

O General Kim Jong Il disse: “Seria aconselhável que, depois dos militares na ativa, desfilem as colunas da Guarda Vermelha Operária-Camponesa e da Guarda Vermelha Juvenil, que são forças armadas civis, organizadas de acordo com a orientação do nosso Partido para armar todo o povo. Será bom que participem do desfile, pois será possível mostrar não apenas o poder das forças armadas regulares, mas também o poder dos civis. Nosso país é o único em que este último participa do desfile”.

Vemos, portanto, que de “povo desarmado” não há nada na RPDC. Mais do que armas, estão também armados com uma poderosa ideologia, que, como vimos, foi superior a qualquer tecnologia militar utilizadas pelos agressores no passado.

Leave a Reply

Your email address will not be published.