Deu a maior impressão ao mundo

16 de fevereiro deste ano marca o 80º aniversário de nascimento de Kim Jong Il (1942-2011), Presidente do Comitê de Defesa Nacional da República Popular Democrática da Coreia.

Por ocasião dessa data, numerosas pessoas do mundo recordam ele com profunda reverência.

Kim Jong Il, grande dirigente da nação coreana, foi o defensor consequente da justiça e da verdade do mundo.

Com suas dinâmicas atividades ideológicas indicou à humanidade o caminho a seguir.

Ao desmoronar, no final do século passado, o socialismo na antiga União Soviética e vários países orientais da Europa, os imperialistas e os traidores ao socialismo pregaram sobre o “fim absoluto do socialismo no mundo”.

Naquela época, em vários artigos como A difamação do socialismo não será tolerada e O socialismo é uma ciência Kim Jong Il refutou todos esses sofismas, dando aos povos progressistas do mundo a esperança e a convicção de que o socialismo triunfaria sem falta, ainda que sofressem provas temporárias.

Kim Jong Il era um homem de firme confiança política.

Muitas pessoas não esquecem o dia 4 de agosto de 2001, quando Kim Jong Il visitou o Mausoléu de Lenin por ocasião de sua visita a Moscou.

O então editor-chefe do jornal russo Glasnosti comentou que a visita do camarada Kim Jong Il ao Mausoléu de Lenin foi uma grande decisão que deu ânimo e força aos verdadeiros revolucionários russos na luta pelo socialismo e que foi um acontecimento que lhes infundiu a convicção de que o movimento socialista triunfaria infalivelmente somente quando seguissem um grande homem como Kim Jong Il.

Ele fez grande contribuição para a causa da defesa da paz do mundo. Com sua política, Songun frustrou as tentativas de guerra agressiva dos Estados Unidos contra a RPD da Coreia e salvaguardou firmemente a paz e a estabilidade da Península Coreana, do nordeste da Ásia e do resto do mundo.

Retrospectivamente, surpreenderam a sociedade internacional a grande coragem, determinação ousada e estrategismo destacado que demonstrou no confronto nuclear contra os Estados Unidos.

Devido aos tumultos da inspeção nuclear orquestrados pelo império norte-americano no início da década de 1990 e aos seus exercícios de guerra nuclear de grande escala, a situação na Península Coreana chegou a um ponto extremo. Em 8 de março de 1993, Kim Jong Il deu a ordem, na qualidade de Comandante Supremo do Exército Popular da Coreia, intitulada “Sobre a proclamação do estado de pré-guerra em todo o país, todo o povo e todo o Exército”, disposição que mudou completamente a conjectura mundial. Em seguida, no dia 12 do mesmo mês, a República Popular Democrática da Coreia declarou sua retirada do Tratado de Não-proliferação de Armas Nucleares.

Ao ver isso, o antes valente Estados Unidos, se viu obrigado a se apresentar às pressas nas negociações com a RPD da Coreia. Como resultado, foi publicada a Declaração Conjunta, a primeira na história diplomática, na qual se refletiu o conteúdo de solucionar de maneira pacífica o problema nuclear da Península Coreana. Para fazer isso, veio à luz o Acordo Básico RPDC-EUA, e o presidente estadunidense enviou a Kim Jong Il, máximo Dirigente do povo coreano, uma mensagem que garantia o cumprimento do pacto.

Por sua notável destreza, grande coragem e firme vontade, estava dominada a “única superpotência” do planeta que atuava insolentemente como gangster de rua.

De muitos países do mundo saíram as vozes de grande respeito e veneração a Kim Jong Il, que mostrou com sua prática perante a sociedade internacional como salvaguardar a dignidade do Estado e a paz mundial.

Muitas personalidades e meios de comunicação comentaram:

Vishwanath, Doutor em Sociologia e político da Índia: o Presidente do Comitê de Defesa Nacional Kim Jong Il é um grande homem que salvaguardou a soberania de mais de 200 países e garantiu o céu azul da paz para bilhões de pessoas.

Um político japonês: O Presidente do Comitê de Defesa Nacional Kim Jong Il é um político extraordinário de disposição firme e suave e um estrategista misterioso que faz o inimigo poderoso se render sem lutar.

VOA: É preciso reconhecer naturalmente o Presidente do Comitê de Defesa Nacional Kim Jong Il, que é um líder político extraordinário que o mundo ainda não conhece e que é um admirável político socialista e estrategista com a absoluta convicção, fidelidade e firmeza para com o socialismo.

Dmitri Yazov, Ministro da Defesa da antiga União Soviética: Antes, não havia um grande homem como Kim Jong Il com qualidades de líder político e comandante.

S. Umalatova, presidente do Partido pela Paz e Unidade da Rússia: O camarada Kim Jong Il desfruta do grande respeito sincero por parte de todos os povos progressistas por sua fidelidade à liberdade e ao ideal humanitário.

O jornal norte-americano Times: Kim Jong Il, Presidente do Comitê de Defesa Nacional da RPD da Coreia, deu a maior impressão ao mundo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.