Coreia Popular adota as medidas necessárias para proteger a floresta e as terras aráveis frente à mudanças climáticas

Frente à agravante mudança climática, a República Popular Democrática da Coreia adota as medidas ativas para proteger a floresta e as terras aráveis.

A chefe de departamento do Ministério de Proteção Territorial e Ambiental, Ri Kyong Sim, foi entrevistada por uma repórter da ACNC por ocasião do dia 17 de junho, Dia Mundial da Prevenção à Desertificação e Seca, e disse o seguinte:

Vários trabalhos para proteger as terras são realizadas em escala nacional.

Com o desenvolvimento do plano prospectivo de reflorestamento (2015-2024) e da estratégia de administração para a gestão combinada agro-silvicultural (2014-2023), foi preparada a base política e legal para proteger o ecossistema agrícola e aumentar de modo sustentável produtividade.

De acordo com este plano e estratégia, desenvolvem-se as obras para prevenir a perda de áreas florestais e proteger as terras aráveis ​​das calamidades naturais, incluindo a corrivação e o controle hidráulico.

A partir deste ano, aceleram-se nas zonas ribeiras com alto perigo de inundação outras obras como a dragagem de acordo com o plano prospectivo para o reflorestamento e a conservação da água.

O governo da RPDC firmou ao pé da letra a meta internacional de neutralizar a terra degradada e participa ativamente do trabalho para atingir essa meta.

Em 92 da era Juche (2003), aderiu à Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação (UNCCD em inglês).

Leave a Reply

Your email address will not be published.