Coreanos realizam comício massivo pelo dia 25 de junho (início da guerra da Coreia)

Pyongyang, 26 de junho (ACNC) — Por ocasião do dia 25 de junho, dia da eclosão da guerra de agressão contra a República Popular Democrática da Coreia por parte dos imperialistas estadunidenses, teve lugar o comício massivo dos cidadãos da capital no pátio de educação em frente ao Museu Comemorativo da Vitória na Guerra de Libertação da Pátria.

Participaram da ocasião o secretário do Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia, Ri Il Hwan, o secretário responsável do Comitê do PTC na cidade de Pyongyang, Kim Yong Hwan, o chefe de departamento do CC do PTC, Ri Tu Song, os funcionários das organizações de massas e das instituições, fábricas e empresas da capital, assim como os trabalhadores, jovens e estudantes da capital.

Participaram dos atos o presidente do Comitê Popular da cidade de Pyongyang, Choe Hui Thae, o gerente do Complexo Carbonífero da Região de Kangdong, Kim Phyo Hun, o presidente da junta administrativa da Fazenda Cooperativa Especializada em Verduras de Jangchon do condado de Sadong, Hwang Jong nam, e o presidente do Comitê da União da Juventude na cidade de Pyongyang, Kim Ju Hyok.

Os oradores denunciaram que há 72 anos os imperialistas estadunidenses provocaram a guerra coreana com a doentia tentativa de pisotear a República Popular Democrática da Coreia, com menos de dois anos de fundação na época, e cometeram as atrocidades mais cruéis jamais vistas na história mundial de guerras.

As calamidades da guerra ensinam a lição de que é preciso contar com a poderosa capacidade militar para defender a soberania nacional e a segurança do povo da agressão dos inimigos — disseram e acrescentaram que se a pátria tivesse sido poderosa como agora, não teria sofrido as desgraças de 25 de junho de 1950.

Insistiram em consolidar por todos os meios o poderio político-ideológico e militar para prevenir a história sangrenta se repita e para fazer qualquer força estar ciente de que terá que pagar caro por tentar infringir a segurança de nosso país

Se os imperialistas norte-americanos se atreverem a atacar novamente a RPDC esquecendo sua derrota amarga da década de 1950, o povo coreano aniquilará impiedosamente os invasores mobilizando todos os meios físicos invencíveis — enfatizaram.

Leave a Reply

Your email address will not be published.